Queenstown: uma viagem à Capital Mundial da Aventura

 Quem gosta de esportes radicais e aventura deve, pelo menos uma vez na vida, visitar Queenstown, na Nova Zelândia. Não é à toa que é conhecida como a Capital Mundial da Aventura. Além disso, Queenstown sempre aparece no ranking das cidades mais bonitas do mundo!

Para chegar lá, peguei um voo saindo de Auckland pela Air New Zealand, uma das companhias low cost que operam na Nova Zelândia. A passagem custou 103 dólares neozelandeses (incluindo todas as taxas). Já viajei para 35 países e achei o voo para Queenstown um dos mais bonitos que já peguei na vida, quanto mais vai se aproximando da cidade, mais encantadora vai ficando a paisagem, com vistas espetaculares das montanhas nevadas e lagos.

Queenstown Linda

Para quem viaja sozinho como eu, o jeito mais barato de ir do aeroporto ao centro da cidade, onde estão a maioria das acomodações, é pegando ônibus. A empresa que presta este serviço chama-se Ritchies Connectabus. A passagem custa 12 dólares neozelandeses e o ônibus passa de 15 em 15 minutos. Não é preciso comprar a passagem com antecedência, é possível comprar na hora com o motorista. 

Quando você anda pelas ruas de Queenstown, dá vontade de tirar foto de todos os lugares para os quais você olha, de tão bonita que é a cidade. É rodeada por montanhas e pelo Lago Wakatipu, que tem águas cristalinas. Além disso, é muito animada. Você olha pra cima e vê gente voando de paraglider, olha pro lago e vê vários barcos de passeio e de aventura, olha para os lados e vê turistas do mundo felizes em estarem lá! Outra vantagem de Queenstown, é que em alguns pontos da cidade tem wifi gratuito, água potável e banheiro limpo e gratuito.

Apesar da cidade ser relativamente pequena (tem cerca de 30 mil habitantes), atrações não faltam. Um dos lugares mais visitados no local é o complexo Skyline Queenstown. Para subir até lá, você pode ir pela trilha ou pegar a gôndola (mini bondinho), que custa 35 dólares ida e volta.  Lá em cima, a vista é de tirar o fôlego e a lista de atrações é gigante!

Gôndola Queenstown

A mais famosa é o luge, uma espécie de carrinho de rolimã, onde pessoas de todas as idades descem os 800 metros de pista. São no mínimo 2 descidas, sendo que a primeira é na pista para iniciantes, já a segunda é a pista em alta velocidade. Esta atração tem um custo de 49 dólares. Eu dei sorte: comprei para descer 2 vezes e achei um bilhete no chão que dava direito a ir 5 vezes. Para descer de luge, tem que pegar um outro teleférico que leva até o início da pista. Uma dica: se tiver com pouco dinheiro e deseja fazer várias atividades do Skyline Queenstown, faça tudo em um mesmo dia para não ficar gastando dinheiro com a gôndola. Para mais informações, visite o site oficial do Skyline Queenstown: https://www.skyline.co.nz/en/queenstown

Para quem gosta de fazer trilhas, Queenstown oferece muitas opções para todos os gostos. Tem trilhas de curta, média e longa duração e de diferentes níveis de dificuldade. E tem para as pessoas que querem explorar a região a pé e outras para quem deseja desbravar de bicicleta. Na cidade e no complexo Skyline, tem placas e mapas indicando e sinalizando algumas destas trilhas. Eu fiz a trilha do Ben Lomond a pé e achei espetacular. Vale lembrar que para encarar esta aventura na NZ, é importante olhar a previsão do tempo antes, levar uma mochila com comidas, água e roupas extras. Para saber mais sobre as trilhas de Queenstown, acesse: http://www.doc.govt.nz/Documents/parks-and-recreation/tracks-and-walks/otago/wakatipu-walks-brochure.pdf

Queenstown Bicicleta

O aluguel de bicicleta em Queenstown é caro, mas não se preocupe já que o site bookme.co.nz oferece vários passeios e atividades com desconto. Paguei 20 dólares para ficar o dia todo com a bicicleta, mas o preço normal é 55 dólares. Vale a pena andar de bike em volta do Lago Wakatipu e, se você tiver mais tempo e disposição, pode fazer outras trilhas e explorar mais a região.

Neste site de desconto (bookme.co.nz/things-to-do/queenstown/home) você pode encontrar ofertas imperdíveis, como uma corrida no famoso ShotoverJet (barco de alta velocidade)  por apenas 1 dólar, sendo que o preço normal é 145 dólares. O site não exibe somente descontos na região de Queenstown, mas de toda a Nova Zelândia. Outro site de descontos muito usado pelos turistas no país é o grabone.co.nz.

Quem estiver de carro, pode ir até Arrowtown, pequena cidade histórica que lembra uma vila faroeste. A cidade foi criada durante a corrida do ouro, em 1862. Outro passeio que vale muito a pena fazer é ir até Glenorchy, que fica a 45 quilômetros de Queenstown, considerada uma das estradas mais espetaculares da Nova Zelândia.

Queenstown é a cidade perfeita para os amantes do inverno. A temperatura média no final de agosto, período em que estive na cidade, era de 6º C. Para quem gosta de praticar esportes na neve, a temporada vai geralmente do meio de junho até o começo de outubro. Perto de Queenstown têm algumas estações de esqui. São elas:

–       Coronet Peak: é a estação mais próxima à cidade (20 minutos de carro saindo do centro).

–       The Remarkables:  fica a 45 minutos de carro, é uma das mais visitadas.

–       Cardrona Alpine Resort: fica a 1 hora de carro de Queenstown.

–      Treble Cone: é a maior estação de esqui da Ilha Sul e é a preferida dos esquiadores com nível avançado. Fica a 1 hora e meia de Queenstown.

Se você gosta de esportes radicais e adrenalina, as opções mais famosas da cidade são o  salto de bungee jump, swing e o pulo de paraquedas (skydiving). Têm também alguns barcos de alta velocidade, como o ShotoverJet e o Hydro Attack (barco que simula os movimentos de um tubarão). Além destes, você pode fazer rafting, voar de paraglider e se aventurar no down hill (descida de bike nas montanhas).

Queenstown Esportes Radicais

Quem está em Queenstown pode aproveitar e conhecer o Milford Sound, o fiorde mais famoso e visitado da Nova Zelândia. Diversas empresas oferecem o passeio que dura o dia inteiro.

Um lugar muito visitado pelos turistas e moradores é o Queenstown Gardens, não é preciso pagar nada para entrar e, aos fins de semana, o parque fica lotado de pessoas que vão lá para jogar frisbee, uma espécie de golf com disco. Os pais costumam levar as crianças para passear, brincar no parquinho e muitas pessoas fazem piquenique. É um local onde é possível observar claramente o quanto a qualidade de vida dos moradores de Queenstown é alta!

Algumas dicas de alimentação em Queenstown:

Fergburguer Nova Zelândia

O Fergburger é parada obrigatória para todo mundo que visita Queenstown. Toda hora tem uma fila gigante na frente do local, já que ir a Queenstown e não comer no “Ferg's”, é com ir a Paris e não visitar a Torre Eiffel.  Os hambúrgueres de lá são considerados os melhores do mundo e são feitos com produtos frescos todos os dias. O mais barato chama-se The Ferdburger, custa $11,90 e vem com carne, alface, tomate, cebola vermelha, aioli (tipo maionese) e tomate. Apesar de toda a fama, eu posso garantir que já comi hambúrgueres melhores. E os funcionários preparam o hambúrguer sem luvas, mas isso acontece em todos os lugares do país. Pelo menos na questão de higiene, o Brasil ganha da Nova Zelândia!

Outras dicas de alimentação em Queenstown:

* Outra opção muito boa para quem gosta de comer hambúrguer é ir ao Devil Burguer, pois é gostoso e não tem muita fila. Uma dica: em alguns hostels, eles dão um voucher que dá o direito de ganhar batatas fritas no restaurante.

* Se você é como eu e também gosta de degustar doces, vá ao Remarkables Sweet Shop.

* No animado bar Searle Lane, a pizza custa só 4 dólares em alguns horários específicos. 

* Um outro lugar muito gostoso é o famoso Erik’s Fish and Chips, neste restaurante um pedaço de peixe frito custa só 1 dólar. 

Então, se você estiver estiver planejando uma viagem à Nova Zelândia, não deixe de inserir Queenstown no roteiro. Certamente é uma das melhores cidades turísticas do mundo!

Tadeu Salgado é um dos autores do livro “Como (sobre)viver no exterior 

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

voltar ao topo