Vulcões Chilenos

Vulcões Chilenos

Sabe aquele desenho ícone de um vulcão, com o topo nevado e uma fumacinha sombria soprando lá do cume? Pois essa imagem existe e pode estar bem diante dos seus olhos em uma viagem pelo Chile. Os gigantes vulcões Osorno e Villarrica despontam na paisagem e o que à primeira vista parece perigoso e ameaçador é, na verdade, um lindo cartão-postal.

Nós, os repórteres Renato Weil e Glória Tupinambás, percorremos a região dos Vulcões Chilenos a bordo do nosso motorhome A Casa Nômade, e reunimos aqui dicas e sugestões de passeios, atividades culturais, restaurantes e boas doses de aventura para tornar a sua viagem ainda mais inesquecível.

Bora lá embarcar conosco nessa expedição? O ponto de partida é o vulcão Osorno e a melhor cidade para contemplar toda a sua beleza e imponência é Frutillar. Cheia de charmosas casinhas em estilo alemão, Frutillar foi presenteada com o Lago Llanquihue em sua área central e, no pôr-do-sol, a cidade se transforma com o céu dourado e o vulcão mudando de tonalidade a cada minuto. Um espetáculo da natureza, lindo de se contemplar do píer ou da praia.

                                  Frutillar Vulcões Chilenos                     

A cultura é outro ponto forte de Frutillar, dona do Teatro del Lago. Pelos seus palcos, já passaram os maiores nomes mundiais da música e da dança. Mas eles não brilham sozinhos na casa. Lado a lado com as estrelas, estão crianças e adolescentes chilenas que fazem o teatro funcionar na batida resultante da união de dois corações: as artes e a educação. Paralelamente a concertos e recitais, acontecem cursos de formação de novos músicos. Renomados bailarinos e dançarinos dão vida a espetáculos de dança e também a incansáveis aulas a pequenos aprendizes atentos a cada passo. É todo o glamour do presente aliado ao futuro dos jovens, com formação cultural garantida em uma das cidades mais incríveis do Sul do Chile.

Teatro del Lago Vulcões Chilenos

O imponente prédio do Teatro del Lago, com uma arquitetura contemporânea e erguido sobre dezenas de vigas nas águas do Lago Llanquihue, destoa na paisagem aos pés do Vulcão Osorno. Com um investimento de 44 milhões de dólares, o teatro foi inaugurado em Frutillar em 2010. Mas a sua história remonta aos idos de 1850, quando os primeiros colonos alemães chegaram ao Chile trazendo na bagagem a paixão pela música clássica, os corais e corpos de balé. Foi com esse espírito e a vontade de manter viva a cultura e a tradição, que em 1998 foi lançada a pedra fundamental do teatro, no lugar de um antigo hotel que havia se incendiado.

Hoje, o sucesso do Teatro del Lago pode ser medido em números. Além de ingressos disputados para seus incríveis espetáculos, a instituição se orgulha de já ter beneficiado 87.147 crianças e adolescentes em programas culturais gratuitos e de ter levado atividades culturais a nada menos que 111.124 pessoas. Poderíamos passar o restante do dia debulhando dados e estatísticas, mas as lindas imagens do teatro valem mais que mil cifras…

Teatro Del Lago Fruttilar Vulcões Chilenos

Outra forte herança alemã em Frutillar é a gastronomia. Nos anos 1850, chegaram ao Sul do Chile as primeiras famílias de imigrantes vindos da Europa. E com esse povo, mais que sonhos de explorar uma terra fértil na entrada da Patagônia, vieram receitas, truques e segredos que até hoje fazem da culinária local uma das mais ricas da América do Sul.

A principal marca da cozinha alemã em Frutillar é o famoso küchen, uma torta à base de frutos típicos feita em centenas de restaurantes nos arredores do Vulcão Osorno. Muitos lugares o fabricam, mas poucos com o esmero da chef Lilian SiebaldKuschel, dona do Tante Lilian. Neta dos primeiros imigrantes a chegarem por lá, em 1856, ela faz um certo charme e não revela todos os segredos do küchen. Mas entre um sorriso e outro, conta parte da receita que ela aprendeu aos 14 anos e nunca mais parou de aprimorar.

Kuchen Vulcões Chilenos

Podem ficar com água na boca! A massa é feita de ovos, açúcar, manteiga, farinha de trigo e fermento. O recheio leva framboesa, morango, amora e frutos locais, como a zarzaparrilla. A cobertura pode variar: crocante, feita com açúcar, canela, manteiga e farinha de trigo; ou cremosa, com leite, baunilha, açúcar e maisena. Impossível eleger a mais saborosa! O melhor mesmo é render-se ao pecado da gula e provar vários sabores e texturas, sem culpa nenhuma!

E por falar em gula… Prepare-se para curtir bela gastronomia e lindas paisagens em Puerto Octay. Das varandas e jardins do Restaurante Espanta Pájaros se avistam cinco vulcões! Verdadeiros gigantes que parecem estar de vigília sobre o Lago Llanquihue e as cidades dos arredores. Apenas isso já faria com que o lugar fosse inesquecível… Mas não se iluda! A paisagem deslumbrante é só o começo. A família de imigrantes europeus Prenzlau recebe os visitantes no restaurante com um delicioso buffet de comida alemã, assados tipicamente patagônicos e uma riquíssima carta de sobremesas.

Restaurante Espanta Pájaros Vulcões Chilenos

A adrenalina entra em cena aos pés do Vulcão Osorno, na cidade de Ensenada. Nas muitas ondas e corredeiras do Rio Petrohue, a agência Ko’Kayak oferece um passeio cheio de emoções eletrizantes.

Nossa aventura começou com uma aula à beira do rio, sob chuva intensa e o vulcão Osorno em estado de alerta por risco de erupção – uma espécie de sinal de que a natureza não estava para brincadeiras. Apesar dos ventos fortes, a água não estava tão gelada e nós embarcamos no bote com outros três companheiros para a emocionante baixada de 14 quilômetros no caudaloso Rio Petrohue. Nas primeiras corredeiras, adrenalina a mil e até o caiaque de segurança “capotou” na descida. Um susto e tanto!

Mas logo o tempo melhorou, o sol apareceu com tudo e as nuvens saíram de cena para dar lugar ao grande astro do passeio: o vulcão Osorno, que parece nos espreitar durante toda a descida. Aventura inesquecível!

Osorno Vulcões Chilenos

Aventuras, adrenalina, belíssimas paisagens e experiências incríveis são parte dessa viagem. Mas chega a hora em que o corpo pede descanso! E é preciso escolher a dedo um lugar especial para tirar umas boas férias. Sejam bem-vindos ao Hotel Termas Puyehue Wellness & Spa Resort. Todo o conforto do primeiro hotel 5 estrelas com sistema all-inclusive está à sua espera, com quartos luxuosos, banheiras de hidromassagem, cama king-size coberta com lençóis de fios egípcios, varanda com vista para os jardins e um lago e uma decoração primorosa. A vontade é não sair desse imenso e confortável casulo, mas…. há muito a desfrutar pelo hotel afora.

Águas termais Vulcões Chilenos

A começar pelas incríveis piscinas com águas termais, que brotam dos arredores do Vulcão Osorno a uma temperatura de 75 graus e são resfriadas até chegar à casa dos 37 graus. É difícil escolher a melhor piscina. Há opções ao ar livre, coberta com tendas e dentro de um charmoso pavilhão de madeira. Ambientes perfeitos para relaxar entre saunas, massagens e terapias disponíveis no spa do hotel.

Pronto, baterias recarregadas! É hora de pegar estrada novamente e seguir viagem para o Vulcão Villarica. O gigante parece um imã e, vira e mexe, está lá o nosso olhar, admirado com tamanha beleza. Sempre soprando uma leve fumaça, o vulcão com o cume coberto de neve e cercado por uma montanha de areia e rochas negras domina a paisagem das cidades de Pucón e Villarrica.

Villarrica Vulcões Chilenos

E é impossível eleger de onde o vulcão se apresenta mais bonito e grandioso: da sua base? Da beira do lago Villarrica? Das estradas que o circundam e convidam a um passeio de moto e de bicicleta? Ou do centrinho das cidades? Não há respostas… só há o desejo de não tirar os olhos dele!

Os mais aventureiros não vão resistir às muitas ofertas das agências de viagem de Pucón para escalar o vulcão, que se encontra em plena atividade. Para quem quiser encarar esse desafio, nós temos duas dicas: a primeira é ficar sempre de olho nas luzes de alerta de erupção do gigante (sim, ele pode cuspir lava a qualquer momento e há uma luz em frente ao prédio da prefeitura indicando o nível de risco). A segunda é escolher uma agência bem avaliada, pois os riscos de acidentes nas tentativas de chegada ao cume são imensos e há vários registros de mortes e feridos nessa aventura. Portanto, fique de olho!

Para os menos aficionados por adrenalina, uma boa sugestão é curtir o movimentado Centro de Pucón com muitas lojas de souvenir e ótimos restaurantes. Destaque para o Bovinos, especializado em carnes nobres e que serve um delicioso javali assado em parrilla e servida com batatas nativas! Huuummm! De dar água na boca! Ambiente delicioso, música de primeira e, claro, carnes macias, suculentas e preparadas com muito esmero para agradar os paladares mais exigentes! No caso do javali, o diferencial é que a carne não passa por nenhum processo de industrialização. É carne de caça, servida fresca e com um sabor inenarrável.

Restaurantes Vulcões Chilenos

Outra boa opção para quem quer comer bem curtindo as praias de Pucón e a vista incrível do Vulcão Villarrica é o Restaurante Los Robles, que mescla gastronomia chilena à culinária peruana. A combinação parece exótica, mas podemos garantir que esse casamento deu muito certo! Sob o comando do simpático casal Miguel Marengo e Antonieta Vergara, o Los Robles consegue levar à mesa ingredientes dos dois países com temperos, condimentos e especiarias muito bem harmonizados. Experimente um ceviche de reineta servido com um molho picante e uma deliciosa costela de porco defumada com purê de batatas também picante. E para finalizar “leche assada”, um pudim de leite com baunilha bem suave.

Com esse roteiro é impossível não se apaixonar pelos Vulcões Chilenos!

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

voltar ao topo