Braga a Roma Portuguesa

Braga: a Roma portuguesa

Braga está localizada ao norte do território português, é a mais antiga e terceira maior cidade de Portugal. É também considerada a cidade mais feliz do país e terceira da Europa!

É uma cidade encantadora e tem muita história! Fundada em 15 ou 16 antes de Cristo, foi uma antiga cidade Romana chamada Bracara Augusta. Apesar de ser uma cidade muito antiga, é também muito jovem. Cerca de 40% da sua população é formada por habitantes com até 30 anos e, desta forma, foi considerada a capital europeia da juventude em 2012.

Braga História

Na Idade Média ganhou o título de Roma Portuguesa depois que o arcebispo D. Diogo de Souza, influenciado por uma visita à Roma, resolveu reconstruir Braga com inúmeras igrejas e praças, assim como foi feito na cidade italiana.

O melhor de Braga é que a maioria das atrações estão concentradas no centro histórico, ou seja, dá para fazer tudo a pé! Como não tínhamos muito tempo, fizemos um Free Walking Tour e recomendamos já que dá para conhecer algumas curiosidades locais sobre as quais jamais saberíamos caso não tivéssemos visitado a cidade desta forma!

Vocês já imaginaram passar a véspera do natal na rua comendo banana e tomando moscatel? É isso aí, em Braga essa é a tradição no dia 24 de dezembro. Antes da ceia de natal, as pessoas se juntam na Rua do Souto e, num lugar tradicional, comem banana e tomam moscatel, uma espécie de licor. Nos disseram que milhares de pessoas se encontram todos os anos para celebrar a tradição!

Bananas Braga

Em seguida nos deparamos com a majestosa Sé de Braga! A Igreja começou a ser construída em 1070 e é a mais antiga de Portugal. Por esse motivo surgiu a expressão “é mais velho que a Sé”, quando se faz referência a uma coisa muito antiga. A igreja foi construída sob fundações de um templo romano dedicado à Deusa Ísis e, na parte de trás, é possível ver uma inscrição à Deusa!

Sé Braga

O Arco da Porta Nova é uma das obras mais icônicas de Braga. Mas, nunca chegou efetivamente a ter uma porta e, por isso, deu origem a outra expressão bem típica na cidade: “És de Braga?” para aqueles que tem o costume de deixar a porta aberta!

Em Braga também passamos por uma Igreja que possui muito ouro em seu interior – a igreja de Santa Cruz. Existe uma tradição relacionada à fachada da igreja: dizem que quem achar 3 galos casará rapidamente! Embora casados, procuramos galos na fachada e, depois de muito procurar o terceiro galo, soubemos que se trata de uma brincadeira e que o terceiro galo não existe de fato! Assim, quando visitar a cidade, não perca seu tempo procurando o terceiro galo! Infelizmente não fotografamos a igreja já que estava em restauração e não é permitido fotografar o seu interior.

E não se pode sair de Braga sem antes passar no restaurante Frigideiras do Cantinho. Criado em 1796, serve a famosa Frigideira de Braga, um salgado folhado de carne. O mais legal é que em 1996 foram encontrados no subsolo do estabelecimento os restos de estruturas de uma domus romana datada do século III, que pode ser vista pelo piso de vidro do restaurante.

Frigideira de Braga

Visitamos Braga no inverno e, como fica bem ao norte de Portugal, o frio era intenso! Mas, quando se está vestido apropriadamente, não há com o que se preocupar!  Nossos casacos Fiero garantiram alta proteção térmica!

Fiero Braga

Falando em clima, descobrimos na prática o motivo do apelido de Braga: Penico de Portugal. Infelizmente, pegamos 5 dias de chuva e apenas no último dia São Pedro foi camarada conosco e pudemos passear pela cidade. Como nossas botas são desenvolvidas em couro com tratamento impermeabilizante e forro em lã natural, pudemos passear tranquilamente e não tivemos problemas para enfrentar a chuva e o frio de Braga!

Visitando o Santuário de Bom Jesus do Monte 

Tiramos um dia para conhecer o Santuário do Bom Jesus, um dos destinos mais procurados pelos turistas que visitam Braga. O local fica a aproximadamente 5 km do centro da cidade e foi construído no ano 1811. 

Santuário Braga

São 116 metros de desnível e a escadaria é dividida em 3 partes: Escadório do Pórtico, Escadório dos Cinco Sentidos e Escadório das Três Virtudes. Inicialmente o tamanho e a quantidade de degraus assusta, mas é tudo tão impressionante e há tanta coisa para admirar que o cansaço passa despercebido! Durante a subida é possível apreciar, além do próprio santuário, um miradouro com uma vista incrível de Braga e algumas grutas, jardins, pontes e lagos que fazem a subida valer a pena! 

Mas, caso não queira subir os degraus, não tem problema! Existe o Funicular, um bonde inaugurado em 1882 que é o mais antigo do mundo a utilizar um sistema de contrapeso de água para subir e descer. Um trecho da viagem custa €1,20 e ida e volta sai por €2. Mas, nós recomendamos que pelo menos um trajeto (subida ou descida) seja feito pela escadaria!

Para garantir o look despojado e confortável que este tipo de passeio merece, o Ítalo aproveitou para estrear a meia térmica e usou o casaco em Fleece, ambos da Fiero. Afinal, é preciso conforto e preparo para enfrentar a subida!

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

voltar ao topo