Milão

Milão no inverno: monumentos e lugares para conhecer em um dia

Milão está entre as cinco cidades mais visitadas da Itália e surpreende por conseguir mesclar perfeitamente o novo e o antigo, sendo uma cidade bem urbana mas com um grande acervo histórico preservado. Além de ser referência no campo das artes, é considerada capital italiana da moda. É uma cidade charmosa, elegante, com suas inúmeros parques, galerias de arte, teatros, restaurantes e hotéis de luxo.

Milão Inverno

Com um dia disponível em Milão, aproveitamos para passear pela cidade. Para nós, que preferimos viajar no inverno, foi um dia perfeito para caminhar e conhecer alguns dos principais pontos de interesse dessa belíssima cidade. As roupas e sapatos da Fiero são ideais para os dias de baixa temperatura, eles nos mantiveram quentinhos e confortáveis, além de darem um toque de elegância que é sempre bem-vindo em dias frios.

Milão Fiero

Nosso ponto de partida foi a Piazza del Duomo, a praça onde está a magnífica Catedral em estilo gótico.

Catedral Milão

Ela é a terceira maior catedral do mundo depois do Vaticano e da Catedral de Sevilha e foi toda construída com mármore de Candoglia. O seu telhado possui 135 pináculos, cada um com sua respectiva estátua na ponta. Não deixe de subir até lá, pois é como visitar uma verdadeira galeria de arte a céu aberto.

Catedral Sevilha Milão

Também na Piazza del Duomo se encontra a galeria Vittorio Emanuele II, o sofisticado centro comercial das compras de luxo, com lojas de marcas famosas, cafés, restaurantes ilustres e livrarias históricas. É um edifício de enorme beleza arquitetônica, que liga a Piazza del Duomo e a Piazza della Scala, onde está outro ícone da cidade, o  Teatro alla Scala.

Milão Vittório

Seguimos pela Via Dante até chegar ao Castello Sforzesco, construído sobre as ruínas de uma antiga fortificação para ser a residência dos Sforza, uma família de nobres que governou Milão nos séculos XV e XVI.

Castello Milão

Atualmente o Castelo Sforzesco é composto por um conjunto de museus e abriga preciosas obras de arte, como a escultura Pietà Rondanini de Michelangelo e o afresco pintado por Leonardo da Vinci na Sala delle Asse.

Castelo Milão

Saímos pela parte de trás do castelo para passear por uma das maiores áreas verdes da cidade, o Parco Sempione.  Esse enorme parque era o bosque particular dos Duques de Milão na Idade Média. Hoje em dia é um parque público muito frequentado pelos milaneses e visitado pelos turistas.

Parco Milão

Nos limites do parque nos deparamos com o Arco della Pace. O monumento projetado nos moldes do Arco do Triunfo de Paris foi inicialmente construído para comemorar as vitórias de Napoleão, mas após a sua derrota em Waterloo (1815) a construção do arco foi interrompida. A obra só foi retomada nove anos mais tarde a mando do imperador Francesco I da Áustria, que dedicou o arco à celebração da paz.

Arco Milão

Terminamos nosso dia em Navigli, o bairro dos canais em Milão. Uma região boêmia, de prédios antigos e muitos restaurantes, cafés, galerias de arte e lojinhas de artesanato.  

É um pouco longe, mas fácil de chegar. Basta pegar a linha 2 do metrô (verde) e descer na estação Porta Genova.

Milão Navigli

Existem várias outras programações que você pode fazer na cidade, mas se tiver pouco tempo e focar na região ao redor do Duomo, certamente visitará o essencial  do turismo em Milão!

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

voltar ao topo