Brasov

Brasov: o melhor da Transilvânia

Brasov é considerada a porta de entrada da lendária Transilvânia, região que ganhou fama com o livro “Drácula” quando o escritor Bram Stocker a transformou no local de residência do seu temível personagem. No entanto, ela não tem nada de horripilante! Pelo contrário, é uma cidade encantadora, colorida, rodeada pelos bosques dos Montes Cárpatos, que no inverno ficam completamente nevados.

Nossa expectativa era vê-la com muita neve, já que nesta época do ano ela já costuma aparecer. Mas, embora o frio estivsse intenso, não tivemos essa sorte de curtir a neve na cidade. Havíamos aprendido que quando faz muito frio o ideal é se vestir em camadas. Foi o que fizemos com as roupas da Fiero, usando blusas térmicas por baixo dos suéteres e dos casacos de lã. Assim pudemos sair tranquilamente a caminhar e conhecer um pouco dessa cidade que acabou sendo uma grata surpresa para nós.

Brasov Transilvânia

A Piata Sfatului, a Praça da Câmara, é o coração da cidade antiga, fica exatamente no meio do caminho pra qualquer outra atração da cidade. Ao seu redor, junto a dezenas de restaurantes e lojinhas, ficam algumas casas históricas, como a Casa do Mercador, onde hoje fica o restaurante Cerbul Carpatin, uma Igreja Ortodoxa e o museu da família Mureseanu.

Brasov Piata

Também nos arredores da praça se encontra a Biserica Neagra, a Igreja Negra, principal monumento em estilo gótico do país, construída entre 1385 e 1477. Seus tijolos ganharam essa cor enegrecida devido a um incêndio que arrasou a cidade em 1689. Dentro ela guarda o maior sino da Romênia e um dos maiores órgãos do leste europeu.

Brasov Biserica Negra

Partindo da praça, começamos a explorar as ruas do centro histórico, com suas casinhas coloridas que dividem espaço com hotéis, hostels e diversos restaurantes, cafés e bares. A principal delas é a Strada Republicii, onde nos sentamos para tomar um café e observar o movimento.

Brasov Strada

Uma curiosidade é que, embora tenha ares de cidade pequena, Brasov ostenta no topo do Monte Tâmpa um enorme letreiro com o nome da cidade, no melhor estilo hollywoodiano! O Monte Tâmpa, com seus 865 metros, é a montanha mais alta da cidade. Ao seu pé foi edificada a fortaleza original da cidade e, segundo conta a história, o famoso Vlad Tepes (personagem histórico, que foi governador da Valáquia e que foi inspiração para a criação do Conde Drácula) atacou e destruiu a cidadela.

Brasov Monte Tampa

Além de observar o letreiro, também é possível subir até lá em cima do monte e chegar pertinho dele! A vista da cidade lá de cima é simplesmente maravilhosa.

Brasov Vista

O acesso ao topo pode ser feito de 2 formas: percorrendo uma trilha pela mata (leva cerca de 1 hora) ou via teleférico. Nós usamos o teleférico e a subida durou aproximadamente 3 minutos.

Brasov Teleférico

E pra terminar nossa visita à cidade, caminhamos ao longo de uma parte do que restou da muralha construída pelos cavaleiros teutônicos e que formava o sistema defensivo da cidade no período medieval (entre 1400 e 1600). Parte dessas construções ainda são visíveis hoje, apesar de boa parte ter sido destruída no século 19 para expansão da cidade.

Brasov Muralha

Andréa Azevedo, é carioca, formada em Administração de Empresas, leonina e viajante incansável, adora compartilhar dicas e trocar experiências.

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

voltar ao topo