Dirigindo no Chile

Chile de carro: o que você precisa saber para dirigir no país

O Chile é um país incrível, de beleza ímpar e considerado por muitos um dos países mais exuberantes da América Latina. Sua população aproximada é de 18 milhões de habitantes, sendo que somente em Santiago vivem em torno de 40% deles.

Dirigindo Chile Vinícola

Apesar de controvérsias, Santiago é considerada uma capital muito segura. O que ocorre, segundo informações dos moradores, são pequenos furtos normalmente no centro da cidade. Assaltos à mão armada, homicídios, entre outros tipos de violência, podem até acontecer, mas não são corriqueiros.

Quando decidimos que o nosso destino seria o Chile, começamos o planejamento da viagem. Começamos com os pontos turísticos, restaurantes e vinícolas! Mas, o mais importante de toda viagem que fazemos e que não pode ser deixado de fora, é a imersão na cultura local.

Sendo um apaixonado por vinhos (Henrique) e, estando no país conhecido por oferecer um dos melhores vinhos do mundo, não poderia deixar de ir até as vinícolas. Como o nosso roteiro era de poucos dias, destacamos o que seria mais interessante para nós. Optamos por Concha y Toro e Casa Silva, vinícola chilena mais premiada do atual século.

Chile Dirigindo Casa Silva

Para chegarmos até a Concha y Toro, contratamos um tour de uma empresa local, mas não sabíamos como chegar até a Viña Casa Silva, situada no Valle Colchagua e a 140km ao Sul de Santiago. Após pesquisar sobre como chegaríamos na vinícola, chegamos à conclusão que teríamos a opção de ir de ônibus ou alugar um carro. Pela praticidade, flexibilidade e vantagem de conhecer melhor o país, optamos pelo aluguel do carro. 

Alugamos o carro quando ainda estávamos no Brasil, fizemos algumas pesquisas e escolhemos, levando em consideração o custo/benefício, um Suzuki Swift.

Importante: Uma recomendação é sempre optar por alugar um carro com seguro total e contra terceiros. Se você sair de férias, a última coisa que você quer saber é de transtornos, no caso de acontecer algum incidente. Pague um pouco mais e curta a sua viagem sem preocupações.

Chegou o dia de nossa viagem! Chegamos em Santiago no dia 18 de Outubro, por volta das 19h30. No primeiro dia fomos ao Valle Nevado, no segundo dia fizemos um City Tour e conhecemos a Vinícola Concha y Toro. 

No terceiro dia,  pegamos o carro e encaramos a nossa aventura pelo país. Acordamos cedo, tomamos café e fomos até a locadora. Chegamos pontualmente às 8h30, horário de abertura da locadora, esperamos um pouco e fomos prontamente atendidos.

Nesse dia, levando em consideração o destino da nossa viagem, vestimos uma blusa segunda pele e um suéter, ambos da Fiero. Fizemos uma ótima escolha que as as roupas são leves e muito confortáveis, ótimas para um dia na estrada.

Mesmo sendo marinheiro de primeira viagem no quesito “alugar um carro”, já havia percebido que as coisas seriam um pouco diferente do que havia planejado inicialmente. Primeiramente, o atendente nos informou que o carro reservado não estava disponível e nos disponibilizariam outro. Após uma conversa, ele liberou um Renault Symbol, carro adequado para a nossa viagem. A segunda surpresa foi que teríamos que passar no cartão um valor de aproximadamente R$2.220,00 como caução (valor que depois foi nos retornado).

Veículo pronto, abastecido, instruções dadas, GPS configurado e iniciamos a viagem. Saímos de Santiago por volta das 9h20. A saída da cidade é um pouco diferente, principalmente para quem mora em cidade pequena, mas nada estressante! Em torno de 2km já estávamos na Ruta 5.

Chile Ruta 5

O percurso da Ruta 5 é muito tranquilo e fácil de dirigir. A velocidade permitida é de 120km/h e a estrada é impecável. Durante boa parte do percurso a diversidade da paisagem nos encantava, destacando a imponente beleza das Cordilheiras dos Andes que nos acompanhou durante quase toda a viagem.

Ah, detalhe importante: percorremos cerca de 135km somente na Ruta 5. Só saímos dela para entrar em uma estrada secundária, que nos levaria até a Casa Silva (percurso de 1,5km).

Chile Dirigindo

Chegamos por volta das 10h50 em nosso destino já que tínhamos agendado o início da nossa visita às 11h. Sendo assim, logo iniciamos a visita por toda a vinícola e encerramos com degustação de vinhos. Após a degustação, fomos ao Restaurante da Casa Silva, almoçamos e, por volta das 15h, iniciamos o nosso retorno à Santiago.

Importante: Pesquisamos sobre o funcionamento da Lei Seca no Chile e, em muitos blogs, a informação era de que ela é muito mais severa do que no Brasil. Apesar de não existir “blitz” no país, se acontecer um incidente e você estiver alcoolizado, a pena é muito dura. Toco o cuidado é pouco!

O nosso retorno foi mais tranquilo, andamos mais devagar e com a sensação de um sonho realizado. Chegamos à locadora por volta de 17h. Fizemos os trâmites de entrega do carro e retornamos ao hotel utilizando um Uber.

Enfim, dirigir no Chile é muito tranquilo! Tudo é bem sinalizado, as estradas são excelentes, o celular (GPS) funciona em praticamente todos os lugares. Além disso, as paisagens são fantásticas é a rota é muito segura, o que garante muita tranquilidade e liberdade para o turista! Caso viaje na temporada de neve, não deixe de conferir nossas dicas sobre como dirigir e cuidados ao dirigir neste período, ok? 

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

voltar ao topo