Café: saiba tudo sobre a bebida mais apreciada no inverno

24 de junho de 2021 - Por Portal de Inverno

Um cafezinho pode ser o companheiro mais precioso durante os meses frios. Pensando nisso, o Portal de Inverno traz hoje para vocês todas as informações sobre essa bebida tão apreciada nos dias de inverno. Conheça as principais variedades de grãos de café, como ele é produzido, as bebidas que levam o ingrediente, e porque o café é uma bebida tão consumida no mundo todo.

Atemporal, sem data, nem horário determinado para seu consumo, o café é super bem-vindo logo ao acordar, após o almoço, e como acompanhamento tanto de um encontro de negócios, quanto de uma conversa descontraída com os amigos.

Nas estações mais frias a procura pela bebida saborosa sobe consideravelmente, chegando a ser consumida até 30% a mais, com um aumento de até 45% nas cafeterias. Isso é facilmente explicado pelo fato de as pessoas procurarem bebidas quentes para se aquecer, não é mesmo? Mas os fãs do café não o deixam de lado, mesmo nos dias quentes.

A bebida predileta dos apaixonados pelo frio é amplamente produzida no Brasil, que possui as condições climáticas necessárias para o cultivo do grão. A produção do café é parte importante da história do Brasil, mas disto você lembra, certo? Agora, vamos regressar ao passado e ir mais ao fundo do surgimento da bebida. Prepare uma xícara de café bem quentinho e nos acompanhe!

Café: história da melhor bebida para o frio

O café veio da Etiópia, na África, mas foram os europeus os responsáveis por alastrar o consumo do grão pelo mundo. Você sabia que existe uma lenda em torno do surgimento do café? Segundo a Lenda de Kaldi, no ano de 575 depois de Cristo, o pastor Kaldi constatou que as cabras ficavam animadas e cheias de energia depois de consumir os frutos de certas plantas amarelo avermelhadas (as plantas de café), numerosas nos campos da região.

O pastor ficou curioso com as reações das cabras e levou alguns grãos para um monge analisar. Primeiramente ele não aprovou o produto que Kaldi trouxe para ele, julgando que isso seria trabalho do demônio. Por isso, as plantas foram queimadas, mas ao sentir o cheiro que os grãos torrados emanavam, deram-lhes uma segunda chance.

Já uma outra versão da lenda afirma que, quando o monge recebeu as sementes do pastor, ficou curioso e cozinhou os frutos e a planta. E ao consumir o líquido, percebeu que estava sentindo o mesmo que as cabras ao ingerir os grãos. Depois disso, o religioso passou a preparar uma infusão com os frutos para as noites de oração.  

O fato foi registrado em manuscritos do Iêmen e, sendo lenda ou não, os inscritos históricos da época indicam que esse foi o início do consumo do café.

Da Etiópia o grão foi para a Arábia, onde a planta tinha uso medicinal e era considerada milagrosa. De lá foi para Egito e depois Turquia. Chegou na Europa no século XVII, sendo produzida, em um primeiro momento, na Itália e Inglaterra. Nesse ponto, o café já era consumido pelas pessoas de todas as classes sociais. Depois disso, foi para outros países, até chegar ao Brasil.

A cidade de Belém do Pará recebeu a primeira muda de café, no Brasil. Mas ele não se adaptou bem na localidade, devido ao clima. Transferido para o Maranhão, chegou na Bahia em 1770. Logo depois disso chegou ao Rio de Janeiro, mais especificamente na Chácara dos Frades Barbadinos, daí se espalhou para diversos estados, e o resto é história, como costumam dizer.

Depois desse surgimento tão interessante, prossiga a leitura para conferir quais são as variedades de café, as principais bebidas preparadas com o grão e porque alguns tipos de café possuem preços extremamente elevados.

Grãos de café: as variedades da fruta

Grãos de Café

Robusta: esta variedade é rústica e possui sabor forte, é resistente às doenças e demora mais para maturar do que a Arábica. Cerca de um quarto do café produzido mundialmente é do tipo Robusta;

Conilon: o café Conilon é bem amargo, pois possui bastante cafeína e pouco açúcar na composição. As folhas da planta são enrugadas e os grãos são arredondados e menores;

Arábica: o tipo mais consumido e produzido no mundo, a Arábica agrada pelo sabor suave e puro, levemente adocicado e um tantinho ácido. Repleto de benefícios para a saúde, os grãos da variedade Arábica preservam mais os antioxidantes do que os outros tipos pelo fato de a torra ser mais leve.

São subtipos da Arábica o Bourbon, Catuaí, Mundo Novo, Caturra e Acaiá. A fim de garantir mais rendimento e levar um produto cada vez melhor aos consumidores, os produtores de café investem sempre em melhoramento genético e cruzamentos entre as variedades.

Além destes tipos, claro que existem muitos outros, e alguns deles são, inclusive, extremamente caros. Agora você sabia que existe uma variedade de café com uma produção um tanto peculiar?

Os cafés mais caros do mundo

CAFÉ: SAIBA TUDO SOBRE A BEBIDA MAIS APRECIADA NO INVERNO

1 – Kopi Luwak ou café Civeta: um dos mais famosos

Este café é produzido na Indonésia e seu modo de produção pode ser considerado, no mínimo, curioso. Os grãos são consumidos por Civetas, pequenos mamíferos típicos do país. Durante o processo de digestão, ácidos e enzimas são liberados sobre os grãos de café, que são eliminados nas fezes. Devido a isso, este é um dos cafés mais famosos e caros do mundo.

Não, você não leu errado. Esse processo de fermentação natural do grão confere ao café um aroma de frutas vermelhas, um tanto amargo e sem acidez. Mas fique tranquilo, se você tiver a oportunidade de provar esse café tão exótico, pois ele passa por várias etapas antes de ir parar na xícara.

2 – Marfim Negro ou Black Ivory Coffee

Esse mesmo processo acontece com o café Marfim Negro ou Black Ivory Coffee, considerado o segundo café mais caro do mundo, perdendo apenas para o Café Ospina. Produzido na Tailândia, neste caso é o elefante que processa os grãos de café no sistema digestivo.

3 – Café Ospina: o café mais caro do mundo

Cultivado na Colômbia, em uma fazenda localizada acima de 2,3 mil metros de altitude, o café Ospina é da variedade Arábica. Mas, por que ele é o café mais caro do mundo? Devido ao fato de que o local possui excelentes condições para a produção do grão: erupções vulcânicas antigas deixaram a terra repleta de nutrientes. Em razão disso, o café do local possui aromas com notas de jasmim, pêssego, laranja, chocolate, coco e macadâmia. Humm… deu até vontade de provar!

4 – Jacu Coffee: café gourmet brasileiro

E o Brasil também possui um café que utiliza o sistema do Kopi Luwak. O Jacu Coffee tem sua produção localizada no Espírito Santo e surgiu de um problema, relacionado ao fato de os jacus estarem comendo a safra de café. Inspirado pelos cafés que citamos anteriormente, o dono da fazenda resolveu criar uma marca de café orgânica transformando as fezes do animal em um produto gourmet de preço elevado.

Depois de tantas curiosidades e fatos exóticos, vamos conhecer as principais bebidas que tem o café como ingrediente principal!

Tipos de café: as principais bebidas que levam o ingrediente

Tipos de bebida com café

Uma das melhores bebidas para tomar no frio, o café é excelente para esquentar o corpo no inverno. Tem gente que só toma café puro, mas nem todos gostam do sabor levemente amargo e único do grão, por isso o misturam com açúcar, leite, achocolatado e até mesmo uísque. 

Irish Coffee: uma bebida que mistura café quente com whisky irlandês esquenta de verdade! Amplamente consumido nos países que possuem invernos longos e gelados, o coquetel é uma ótima opção para as noites frias;

Café Expresso: o tipo mais comum, é o café puro. Ele pode ser feito na máquina ou coado na hora. Tanto nas cafeterias, quanto no aconchego do lar, um delicioso cafezinho pode aquecer suas manhãs, tarde e noites;

Café Duplo: o café duplo nada mais é do que duas doses de expresso na mesma xícara;

Café Cappuccino: a bebida italiana é um preparo de café expresso e leite. Um cappuccino brasileiro clássico bem famoso consiste em três partes iguais, uma de café expresso, a segunda de leite vaporizada e a terceira de espuma de leite vaporizado;

Caffè Latte: o café com leite ou latte consiste em um café expresso com uma grande quantidade de espuma de leite por cima;

Caffé Macchiato: o macchiato também é italiano, e consiste em um café expresso misturado com leite quente e espuma. O nome da bebida significa ‘manchado’, referente à mancha de leite visível nos caffès macchiatos;

Café Mocha: o café mocha ou moca é o café com achocolatado. Normalmente ele é feito com duas partes de leite vaporizado e uma parte de expresso, e conta com a adição de uma porção de chocolate em pó. O mocha clássico leva como cobertura chantilly com cacau em pó ou canela e, alguns preparos contam também com marshmallows;

Café Pingado: ao contrário do que muitas pessoas pensam, o café pingado não leva um pingo de leite, mas sim, um pingo de café na xícara de leite;

Café Gelado: um preparo de café com alimentos congelados, que pode ser só gelo, leite, água com gás, leite condensado, sorvete, enfim, conforme o gosto pessoal. É mais adequada quando faz calor, mas tem quem aprecie a bebida fria nos dias de inverno.

Além de muito saboroso, o café faz bem para a saúde. Existem muitos mitos em torno dele, mas alguns estudos mais recentes confirmam que podemos encontrar no café uma longa lista de benefícios. Algumas delas são: ajuda na digestão; rejuvenesce as células corporais; é aliado contra doenças como diabetes, estresse, depressão, entre outros. Além disso, ele conta com diversos minerais na sua composição, além da cafeína.

Você já deve ter ouvido a expressão ‘tudo em excesso faz mal’ e, no caso do café, também é assim. A cafeína possui um efeito estimulante, e se tomado em demasia, principalmente à noite, pode causar insônia. Mas se consumido moderadamente, faz bem e aquece o corpo, além de proporcionar um sentimento de alegria e satisfação!  

Inverno e café: a bebida mais quente

Café no inverno

Quando bate aquele friozinho, e você se pergunta, o que tomar para esquentar, o café quase sempre está no topo do ranking. Ele aquece as mãos, o corpo, e até mesmo o coração.

E nem é preciso ir longe para aproveitar as maravilhas desta bebida saborosa. Claro que em um destino lindo de inverno, podendo visualizar belas montanhas e neve através da janela, uma caneca de café terá um gosto ainda melhor. Mas no conforto e aconchego do seu lar, o sabor e o prazer de sentir o aroma e degustar um café bem quente irá aquecer as manhãs, tardes e noites do inverno.

Escreve aqui embaixo nos comentários, você é um apaixonado pelo inverno e por café, assim como nós? Ou tem outra bebida que é a sua preferida nos dias frios? Esperamos que tenha gostado deste post! E até breve. 😉

Compartilhe com um amigo:

O especialista do frio indica...

Quando as temperaturas começam a baixar, nada melhor do que contar com a opinião, conselhos e dicas de quem entende muito sobre o frio. Não importa qual o assunto, aqui você encontrará o melhor conteúdo para que possa aproveitar todos os momentos do inverno e esclarecer as suas principais dúvidas sobre os dias frios. Quer sugestões sobre os melhores produtos para aquecer, dicas  para manter a saúde ou sobre o que levar na mala na sua próxima viagem de inverno? Confira alguns posts selecionados a dedo pelos nossos especialistas do frio para você!

Top