Lagunas Altiplânicas e Piedras Rojas

Atacama: Conhecendo as Lagunas Altiplânicas e Piedras Rojas

Neste post, vou contar os detalhes do nosso passeio para as Lagunas Altiplânicas e Piedras Rojas, alguns dos cenários e momentos incríveis que o Atacama oferece aos turistas!

Preparação para mais um passeio no Atacama

Para as Lagunas Altiplânicas, assim como no passeio para os Geysers Del Tatio, você também sairá do seu Hotel em São Pedro do Atacama bem cedinho. Saímos às 6h da manhã, até lá são 115 km aproximadamente.

Devido ao frio, eu já me preparei bem com meu casaco de plumas da Fiero e o Fleece super quentinho que usei por baixo. Estava com uma calça térmica, outra calça por cima e com a balaclava para proteger do vento que era bem forte. Mesmo com o sol, nesse dia demorou muito a esquentar! Sempre recomendo usar roupas de uma forma que você possa tirar depois, à medida que for ficando mais quente. Ah, gorros e luvas também são indispensáveis!

Atacama Café da Manhã

Laguna Tuyato

Os primeiros raios de sol já começavam a sair e o espetáculo já ia se formando no céu, isso ainda antes de chegarmos na primeira parada: a Laguna Tuyato. Ao chegar, já fomos recepcionados por lindas Vicunhas passeando por lá!

Atacama Lago Tuyato

A vicunha é um típico animal Andino, da família do Camelo, assim como a Lhama. Mas ela é selvagem, enquanto a Lhama domesticada. Vimos muitas durante a viagem toda, são uma graça e andam sempre em bandos!

Atacama Vicunhas

Piedras Rojas

Depois de nosso café, chegamos um pouco mais pertinho de um dos lugares mais lindos do Atacama e um dos que eu mais esperava conhecer: Piedras Rojas. É triste que hoje em dia o lugar esteja fechado e só foi possível vermos de longe. 

Atacama Piedras Rojas

Piedras Rojas foi fechado em janeiro de 2018 pela comunidade local. O motivo foi a irresponsabilidade de uma equipe de TV brasileira que filmou atletas de Kitesurf nessa lagoa que é preservada, além de sobrevoar o local com drone, ameaçando assim a área que é habitat de pássaros e outros animais. Antes era possível chegar bem pertinho e caminhar perto das lagoas e de suas pedras com coloração vermelha que dão nome ao lugar.

De qualquer forma, Piedras Rojas é imperdível, mas são poucas as agências que incluem esse passeio em seus roteiros! Por isso, recomendo pesquisar antes de fechar o pacote de viagem. Não existe previsão para a reabertura, mas parece que as autoridades estão trabalhando junto à comunidade buscando uma forma de reabrir e, através da qual, possam controlar a visitação e fiscalizar o turismo.

Lagoas Miscanti e Miniques

Saindo de lá, pegamos o carro da nossa agência para a próxima parada! Enfim, as Lagunas Altiplânicas! Elas se localizam a 4.200m de altitude em plena Cordilheira dos Andes. A água é produto de degelo da neve dos vulcões e também de floração subterrânea, um líquido muito rico em minerais, como nos explicou o nosso guia.

Atacama Laguna Miscanti

A paisagem é perfeita com os vulcões ao fundo, já as lagoas refletem como um espelho os picos nevados que levam os mesmos nomes de suas respectivas lagoas: Cerro Miscanti e Cerro Miniques. 

Atacama Laguna Miniques

Atacama Lagunas

Inicialmente visitamos Miscanti, depois andamos por uma pequena trilha por uns 15 minutos até chegar na Miniques. Esta maior que a primeira. A área toda é cercada pelos vulcões e coberta por uma vegetação bem típica do Atacama, rasteira e amarelada.

Voltando para São Pedro de Atacama

Na volta fizemos duas paradas ótimas para fotos, uma delas foi no meio da estrada com as montanhas ao fundo. Pena que o dia estava meio nublado, mas ainda assim nos divertimos muito.

Estrada Atacama

E logo depois paramos no Trópico de Capricórnio, mais uma ótima oportunidade para um registro fotográfico. No total, o passeio levou quase 9 horas. Chegamos para o almoço em São Pedro e ainda tivemos um restinho de tarde livre para passear pela cidade.
 
Atacama Trópico Capricórnio

Conhecer as Lagunas Altiplânicas e Piedras Rojas foi incrível. Não apenas recomendo, como diria que são essenciais para um itinerário de viagem completo ao Atacama!  

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

voltar ao topo