Geysers del Tatio

Atacama: conhecendo os Geysers Del Tatio

A visita aos Geysers del Tatio é um dos passeios mais populares do Atacama. Considero imperdível e certamente era um dos mais esperados da viagem! É famoso pelo frio, por isso a preparação já começou na arrumação das malas antes da viagem.

Tudo que eu sabia até então era que se sai muito cedo para conhecer os Geysers e, por isso, o frio costuma ser intenso. Me preparei bem com o casaco da Fiero de Plumas de Pato, Fleece e Segunda Pele. A Balaclava 3×1, que usei como gorro embaixo do capuz do casaco, foi essencial para manter o aquecimento da cabeça durante o passeio. Nesse dia usei também a Bota Forrada em Lã, que foi o que salvou meus pés de quase congelarem. E, para complementar, as luvas de couro!

O que usar Geyser del Tatio

Nós saímos da cidade de San Pedro de Atacama às 4h30 da manhã. Devido ao horário não tem como tomar café da manhã no hotel, por isso eles costumam preparar um lanchinho para levar. Dica: pergunte no seu Hotel e avise os responsáveis um dia antes do seu passeio. 

O caminho é longo, até lá são aproximadamente 100km. E, como a estrada é bem tortuosa, a velocidade também precisa ser baixa. Assim, chegamos lá por volta de 6h30 da manhã, que é o melhor horário, ainda antes do sol nascer!

Panorama Geysers

Esse fenômeno da fumaça e da erupção dos geysers acontece somente até umas 9 horas da manhã e, por isso, é necessário sair tão cedo do hotel para pegar o auge do espetáculo.

Lá costuma ser cheio, pois é um passeio bem popular e a visitação acaba sendo concentrada nesse horário. Mas deu pra passearmos com tranquilidade e tirarmos bastante fotos. Tirar foto sem ninguém nelas já foi um desafio um pouco maior, como podem notar!

Frio Geysers

O frio estava mais intenso do que eu esperava, especialmente pelo fato de termos pego uma frente fria na semana em que estivemos no Atacama.  Estava 3ºC, mas a sensação era de 5 °C, de acordo com o guia. Então eu recomendo realmente levar as roupas já do Brasil. O tempo de viagem é precioso para você ficar procurando roupas pra comprar por lá, no site da Fiero você encontra os produtos que eu usei nesse dia e muitos outros.

E afinal, o que são os Geysers?

Tatio, que na língua quéchua, significa “O velho que chora”, é o terceiro maior campo de geysers do mundo. Nosso guia foi incrível contando a história e explicando em detalhes esse fenômeno geológico que ocorre todas as manhãs em Tatio.

Os Geysers estão a uma altitude de 4.300 metros, o que potencializa o frio e pode causar alguma dificuldade para respirar. Não recomendo fazer esse passeio assim que chegar no Atacama, o ideal é que espere alguns dias para que se acostume com o clima da região antes de encarar o passeio aos Geysers. 

Geysers Fumaça

Lá existem também muitos geysers de fumaça, que são pequenos buracos no solo de onde sai fumaça constantemente. Há também geysers que jorram água. É realmente incrível presenciar a erupção! O que acontece é que no subterrâneo deste local existe um campo de lava vulcânica, a água quando converge e encontra essa lava produz as enormes colunas de vapor e gases que você pode ver nas fotos.

Del Tatio Geyser Água

A erupção da água ocorre geralmente de 3 em 3 minutos. A água jorra muito alto, dizem que pode chegar a 10 metros, mas eu presenciei apenas uma erupção que chegou, no máximo, a 3 metros.

Preparado para um mergulho?

Além dos geysers, nesse complexo é possível aproveitar uma piscina termal. Eu não tive coragem de entrar, dizem que água é morna, mas o problema era a quantidade de camadas de roupa e sair da água naquele frio. Mas, alguns corajosos entraram!

No caminho de volta, mais paisagens espetaculares. Nossos guias foram parando para que pudéssemos tirar fotos dos cenários incríveis!

Paisagem Geyser

Ainda no trajeto de volta para a cidade de San Pedro de Atacama, passamos no povoado Machuca, tipicamente local. Lá era possível provar espetinho com carne de Lhama, mas eu não tive coragem, e uma empanada com queijo de cabra, essa era muito gostosa!

Geyser Povo Machuca

Como ir?

Eu recomendo contratar uma agência para esse tour, eles tem toda a estrutura para o passeio. Algumas servem café da manhã e os guias explicam todos os detalhes! Tem como alugar um carro e ir, mas eu não recomendaria.

Tempo do tour:  4:30hs – 13:30hs (8 horas)

Distância: 200km (ida e volta)

Altitude máxima: 4.320msnm

Entrada do parque: $10.000 pesos chilenos/ Aproximadamente R$60,00 (em junho/2018). As entradas dos parques geralmente são pagas à parte das excursões.

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

voltar ao topo