Como chegar e o que fazer na Terra dos Cânions

Como chegar e o que fazer na Terra dos Cânions

No Sul do Brasil, entre os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, existe um destino que ainda é pouco conhecido pelos viajantes, mas é o playground dos apaixonados por aventuras, natureza exuberante e o friozinho acolhedor desta região. 

Os Parques Nacionais de Aparados da Serra e da Serra Geral – conhecidos como Terra dos Cânions – são a perfeita combinação entre mata atlântica, florestas de araucária, cachoeiras e vales com até 900 m de altura que formam o maior conjunto de cânions da América do Sul.

Como chegar

Nós preferimos utilizar o Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, para visitar a Terra dos Cânions por considerarmos as estradas melhores e mais rápidas. O percurso de 180 km que separa o Parque Nacional Aparados da Serra do aeroporto é muito bem sinalizado e está em ótimas condições. São 3 horas pelo asfalto e mais 40 minutos por estrada de chão.

Quem desembarcar no Aeroporto Internacional de Florianópolis (Hercílio Luz), terá cerca de 320 Km para percorrer até a Morada dos Canyons. São 270 Km pela excelente rodovia BR-101, depois é preciso alterar o percurso para a SC-290 até Praia Grande. Na Rota dos Canyons, o trajeto tem 50 km e pode levar mais de 2 horas para ser completado já que o caminho é de chão batido, com muitas pedras e curvas acentuadas.

Clima da região e o que usar
 
O que usar Serra

O clima nesta região é frio durante todo o ano. A temperatura média do mês de Janeiro, o mês mais quente, é de 19°C. A  temperatura média de Junho é 11°C, geralmente o mês mais frio.

A dica certeira é vestir os produtos da Fiero, nossa marca favorita em calçados, roupas e acessórios para lugares de clima frio. Além de produtos de altíssima qualidade, a Fiero capricha no design e elegância de cada peça, investindo em muita tecnologia e conforto e, ainda assim, disponibiliza produtos com uma ótima relação custo x benefício.

Parques Nacionais
 
Cânions RS-SC

Dividindo radicalmente o planalto gaúcho e a planície catarinense, os cânions parecem ter sido aparados “a fio de faca”, daí a origem do nome: Aparados da Serra. Os mais conhecidos são o Cânion Itaimbezinho, com 5.700m de extensão e um desfiladeiro que chega a ter 2 km de largura em alguns pontos, e o Cânion Fortaleza, com impressionantes 7km de extensão.

Cerca de 60 cânions formam os dois parques, como o Montenegro, Josafaz, Cambajuva, da Pedra, Quitéria e o Trombudo. Praticamente todos possuem alguma forma para serem explorados. Os tours mais comuns são trekking, passeios de bicicleta e à cavalo.

Atrações

Atrações Cânios RS e SC

Praticamente todas as atrações da Região dos Cânions do Sul do Brasil são acessadas apenas por estradas de chão batido entre serras acidentadas. Desta forma, ter guias experientes e meios de transporte adequados é essencial para um melhor aproveitamento das emoções que estas atividades proporcionam.

As belezas naturais disponíveis nesta região são ricas de possibilidades e a maioria das agências de Cambará do Sul (RS) e Praia Grande (SC) exploram todas estas opções. Dentre os tours oferecidos, encontramos trilhas para as piscinas naturais do Cânion Malacara, rapel em uma cachoeira com 40 m de altura, acampamentos e também visitas aos principais cânions.

Vamos contar um pouco sobre o nosso passeio ao Itaimbezinho, feito com a agência Canyons e Peraus. A aventura começa com o traslado em uma Kombi 2009 (apelidada de Kombi Rover), o veículo chacoalha bastante pelas estradas sinuosas e esburacadas da região, mas é bem divertido e seguro.

Chegando no cânion mais famoso do Rio Grande do Sul, inicia-se uma caminhada em terreno plano por cerca de 3 km até o Mirante do Itaimbezinho para contemplar toda a imensidão de suas bordas. Nosso guia, Wesley Maciel, proporcionou uma grande imersão, tanto ao cânion quanto às histórias da região. Um fato interessante é que o limite dos estados se dá bem neste local! O topo dos cânions pertencem ao Rio Grande do Sul enquanto o fundo de suas crateras faz parte do estado de Santa Catarina.

Cânions divisa SC - RS

Outra caminhada que adoramos foi pela Trilha do Vértice, que passa entre a mata nebular e apresenta uma sequência de mirantes com vista para as cachoeiras e paredões que chegam a alcançar 750 metros de altura. O trajeto tem cerca de 1,2 km (ida e volta).

Este tour conta com um picnic que acontece imerso na natureza. O guia prepara uma mesa com muitas frutas, pães, frios, café, chocolate quente, suco de uva e deliciosos sanduíches de pães caseiros. Após o descanso, retornamos pela Trilha do Cotovelo até o carro.
 
Picnic Cânions
 
Se você tiver sorte, poderá encontrar a Gralha azul circulando pelo local. Esta linda ave é uma das responsáveis por termos tantas araucárias nesta região. 
 
Gralha Azul Cânions

Ela planta os pinhões pressionando-os na terra à golpes com o bico, depois coloca algum outro material como folhas, musgos ou galhos em cima do local, o que auxilia a fertilização do solo e protege as sementes dos outros pássaros e animais.

Quando visitar

Os Parques são abertos à visitação durante todo o ano. O horário de visitação do Parque Nacional de Aparados da Serra (Cânion Itaimbezinho) é das 8h às 17h, já o Parque Nacional da Serra Geral (Cânion Fortaleza) funciona das 8h às 18h. Ambos abrem de terça-feira a domingo, incluindo segundas-feiras de feriados nacionais, carnaval, natal e ano novo.

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

voltar ao topo