O que usar Ushuaia

Dicas de viagem para Ushuaia: características, roteiro e o que usar

A cidade de Ushuaia, também conhecida como o fim do mundo, fica no extremo sul da Argentina. Esse local se tornou um dos destinos preferidos dos viajantes que apreciam a neve e os atrativos que ela proporciona, como esquiar, passear de trenó com cachorros, raquete na neve, dentre outras atividades. Como fica no extremo sul do continente, as baixas temperaturas são constantes e você poderá encontrar neve até mesmo no verão.

Clima e temperatura em Ushuaia

No verão as temperaturas variam entre 4 a 14°C, em dias de chuva a temperatura mínima pode chegar a 0°C. O verão é época de muita chuva e ventos fortes na região. Durante a estação ainda é possível ver alguns picos com neve, embora não seja possível realizar esportes como esqui e snowboarding pois não há acúmulo suficiente de neve para estas atividades.  

No inverno as temperaturas caem bastante, neste período do ano as máximas não costumam ultrapassar 5°C e as mínimas variam entre 1°C a -1°C. Lembre-se que estamos falando em temperaturas médias, há momentos em que o frio pode ser ainda mais intenso e os termômetros podem chegar a registrar até -10°C nas partes mais altas. Ainda sobre as características climáticas de Ushuaia durante o inverno, é importante lembrar que a neve é frequente e que no auge da estação a cidade chega a registrar somente 7 horas de luz solar por dia. 

Clima Ushuaia Fonte: https://www.wikipedia.org/

Afinal, quais são as atividades imperdíveis em Ushuaia?

Listamos alguns lugares que chamaram muita a nossa atenção quando visitamos este destino e que você não pode deixar de fora do itinerário quando estiver no fim do mundo.

Parque Nacional Tierra del Fuego

Atividades Ushuaia

Este é o único parque da Argentina onde há uma mistura de rio, mar, bosque e montanhas, estamos falando de um local perfeito para quem quer se conectar com a natureza. Existe uma grande quantidade de trilhas para os amantes do trekking e que variam em distância e dificuldade. Além de paisagens incríveis, o parque conta com um centro de visitantes chamado Alakush, onde há banheiro público, museu, restaurante e uma loja de souvenires. No museu você vai encontrar informações sobre os povos originários e sobre a história do lugar.  

O parque Tierra del Fuego é famoso por ser o local onde está a placa que indica o final da Ruta 3, um marco significativo pois esta estrada cruza a América inteira até o Alaska, em certo ponto ela recebe o nome de Panamericana. O famoso “correio do fim do mundo”, onde é possível carimbar em seu passaporte a chegada ao fim do mundo, também se encontra nesse parque. Vale lembrar que o correio só fica aberto entre o período de 16 de outubro a 14 de maio.

Com tantos atrativos nesse local, há a possibilidade de acampar por lá em 3 áreas distintas. Vale lembrar que disponibilizam banheiros químicos apenas na temporada de verão (entre novembro e abril).

Passeio pelo canal de Beagle

Ushuaia Canal Beagle

Com catamarã ou barco é possível desfrutar de um passeio inusitado. O canal de Beagle é dividido entre a Argentina e o Chile e há uma conexão das águas do oceano Atlântico com o oceano Pacífico.

O passeio começa no porto da cidade e, à medida que a embarcação se afasta, é possível ter uma vista panorâmica incrível da costa de Ushuaia. Logo em seguida o passeio fica ainda mais interessante ao se avistar a ilha dos pássaros cormoranes-reais, uma espécie de cor branca e preta que muitas vezes é confundida com pinguins. A embarcação passa ainda pela ilha dos lobos-marinhos e pelo famoso farol Les Eclaireurs, cartão-postal de Ushuaia inaugurado em 1920.

Glaciar Martial

Glaciar Martial Ushuaia

Um dos passeios imperdíveis na cidade é o famoso Glaciar Martial, que fica localizado a 7 km do centro de Ushuaia. Há duas opções para se chegar no Glaciar: caminhando ou através de um teleférico (funicular). O teleférico leva até a base do glaciar, de onde apenas se consegue seguir a pé. Quando visitamos Ushuaia, o teleférico estava fechado e acabamos fazendo todo o percurso caminhando.

Como o clima da Patagônia é imprevisível, a dica é ficar atento às condições climáticas para evitar surpresas. No dia do nosso passeio, a previsão era de chuva e neve fraca, mas quando começamos a subir a montanha a neve se intensificou, então decidimos não prosseguir até o cume. Resolvemos voltar alguns dias depois com tempo limpo e sol brilhando para aproveitar ao máximo aquele lugar. Foi espetacular admirar aquela montanha com seu picos nevados tão de perto!

Laguna Esmeralda
Laguna Esmeralda Ushuaia

Não tem como não se interessar em conhecer um lugar chamado Laguna Esmeralda! Se for visitar a Laguna no auge do inverno, já avisamos que não encontrará nenhuma lagoa por lá pois estará totalmente congelada. Por isso, a primavera ou verão são os melhores momentos para conhecer a Laguna Esmeralda e se encantar com sua cor exuberante.

A trilha até o local também costuma ser menos desafiadora nessa época do ano. O caminho para chegar lá é incrível, trata-se de uma das atividades mais procuradas em Ushuaia. Pode ser feito tanto com guias de agências de turismo e, como a trilha é bem sinalizada, por conta própria também.  

Laguna de Los Tempanos e Glaciar Vinciguerra

Laguna Tempanos Ushuaia

Para conhecer o Glaciar é preciso fazer de um trekking de 7 km que passa por bosques, diques, rios, pedras e montanhas. Pelo caminho é possível cruzar por riachos com água de degelo, locais perfeitos para recarregar a garrafinha de água e se hidratar para seguir a jornada.

A chegada à Laguna de Los Tempanos é uma vitória, afinal o percurso tem nível de dificuldade alta e exige bastante dos aventureiros. Sugerimos que você não perca esta oportunidade, chegar em frente à Laguna e observar a imponência do Glaciar é uma recompensa e tanto. Contornando a Laguna ainda é possível admirar cavernas feitas de gelo e, dependendo da temperatura, goteiras de degelo.

O que usar em Ushuaia 

Agora que você já conhece as melhores atividade ao ar livre em Ushuaia, quer saber qual a maneira mais eficiente de se vestir para aproveitar esses lugares? Vista-se em camadas! Já conhece essa maneira prática e eficiente de se vestir para o inverno? Nós já fizemos um post completo sobre isso que pode ser conferido aqui.

Há duas orientações valiosas antes de sair para qualquer passeio ao ar livre em lugares frios e com mudanças bruscas de temperatura, como na Patagônia. A primeira delas é que você confira a previsão do tempo pelo menos uma hora antes de sair. Em Ushuaia é sempre frio e checar a previsão servirá para que você saiba se vai chover ou nevar e, desta forma, decidir se será necessário utilizar roupas impermeáveis ou não. Além disso, é precido que tenha consciência do tipo de atividade que irá fazer. Você precisa saber se a atividade é interna ou externa, se vai ter longas caminhadas ou não e se o terreno é natural ou mais urbano.

Imagine que você queira explorar o Glaciar Martial e a previsão seja de tempo nublado, possibilidade de neve, temperatura máxima de 8°C e mínima de 2°C. No entanto, você precisa levar em consideração que o Cerro Martial está localizado a 1000 metros de altitude e a temperatura em regiões altas costuma ser muito mais baixa. Neste caso, indicamos os seguintes itens:

Jaqueta corta vento impermeável: Para chegar o mais alto possível do Glaciar e apreciar a vista da cidade de Ushuaia, do Canal de Beagle e da ilha chilena Navarino, você precisará estar preparado com um casaco que seja corta vento e impermável. Afinal, é preciso garantir o máximo de proteção caso neve no local!

Fleece: Nesse cenário, um fleece grosso será essencial para manter o corpo aquecido. Se tiver uma gola mais alta para proteger o pescoço, será ainda melhor.

Blusa segunda pele: A subida até o cume leva em torno de duas hora e meia em um terreno composto de terra, pedras e gelo. Porém, este terreno é bastante inclinado, ou seja, estamos falando de uma subida constante do início ao fim. Você certamente irá sentir calor e suar ao longo da caminhada, uma blusa segunda pele é importante neste momentos pois tem a capacidade de expelir a umidade do corpo. Uma dica é levar uma mochila ou bolsa onde seja possível guardar as camadas de roupas que você for tirando durante o trajeto.

Calça: Para que se mantenha o corpo totalmente aquecido, uma calça segunda pele é aconselhável. Sobre a primeira camada, o ideal é utilizar uma calça impermeável quando a previsão for de neve ou chuva. Afinal, você não quer ficar molhado por horas!

Gorro, luva e cachecol: Não tenha receio de investir em um gorro e cachecol térmicos, afinal manter orelhas e cabeça aquecidas é vital. O mesmo é sugerido para as luvas: opte pelas mais reforçadas ou ainda as luvas impermeáveis se quiser brincar com a neve que estará acumulada no Glaciar.

Calçado e meia: Para subir uma montanha com neve, uma bota adequada para o trajeto é essencial. É preciso que o solado tenha boa aderência ao solo e que seja impermeável já que você estará caminhando sob o gelo. Um bom forro térmico também é fundamental para manter o aquecimento dos seus pés. E, para complementar o aquecimento da bota forrada, uma meia térmica dará a garantia de pés protegidos para aproveitar ao máximo todo o passeio sem se preocupar com o frio.

Esperamos que estas dicas tenham auxiliado na organização da sua viagem a Ushuaia. Ficou com alguma dúvida ou gostaria de mais dicas para a sua viagem? Entre em contato conosco através dos comentários!

Dois gaúchos (Fábio e Patrícia) que amam viajar! Na aventura atual, eles embarcaram em um motorhome pelas Américas buscando novas experiências culturais e gastronômicas. Decidiram realizar o nosso sonho de viajar de carro por tempo indeterminado em uma jornada cheia de desafios.

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

voltar ao topo