Subindo Glaciar Martial

Subindo o Glaciar Martial em Ushuaia

A cidade de Ushuaia, na Patagônia Argentina, ganhou muita fama por ser considerada a cidade mais ao sul do mundo – embora o Chile ainda brigue por esse título com o vilarejo de Puerto Williams. Além desse título, Ushuaia também é conhecida como o Fim do Mundo, mas um fim do mundo repleto de atividades interessantes.

Um dos passeios imperdíveis na cidade é o famoso Glaciar Martial, que fica localizado no Cerro Martial a 7km do centro de Ushuaia. Você pode chegar lá de táxi, ônibus, ou mesmo a pé – sendo esta opção geralmente a escolhida pelos amantes de trekking, que já vão garantindo o aquecimento para a subida no Glaciar.

Chegando na base do Cerro Martial, você irá se deparar com 2 opções para a subida: caminhando ou por teleférico. O teleférico irá te levar até a base do glaciar, de onde apenas se consegue seguir a pé. No entanto, quando fomos (novembro/2019) era período de baixa temporada e o teleférico estava fechado. De qualquer forma, estávamos dispostos a realizar atividade física e desbravar cada cantinho daquele lugar. Iniciamos a subida com uma neve fraca que logo se intensificou, o que garantiu a nossa alegria. Brincamos de guerra de neve e tiramos muitas fotos naquele cenário lindo!

Neve Glaciar Martial

Seguindo a caminhada, éramos surpreendidos a todo momento por paisagens cada vez mais incríveis, como pontes sobre córregos com água de degelo. Alguns metros depois, chegamos em um ponto com alguns bancos e uma placa indicando que ali começava a trilha para o cume do Glaciar, que tem duração de 1h e dificuldade média.

Córrego Água Degelo Glaciar

Como estava nevando muito e com ventos fortíssimos, resolvemos não encarar a subida até o final da trilha. Esperamos a neve diminuir e caminhamos um pouco mais à frente, de onde já tínhamos uma vista incrível do Glaciar. Aproveitamos por algum tempo aquele lugar rodeado por montanhas nevadas e iniciamos a descida.

Como somos brasileiros e não desistimos nunca, resolvemos voltar ao Glaciar alguns dias depois quando o clima estava mais ameno para finalizar a trilha. Foi uma experiência bem diferente do primeiro dia, chegar ao final da trilha e contemplar aquela vista da cidade de Ushuaia, do Canal de Beagle e da ilha chilena Navarino foi algo sensacional e que valeu totalmente o nosso esforço.

Vista Glaciar Martial

Na nossa primeira ida ao Glaciar estava nevando bastante e precisamos usar casacos impermeáveis e bem quentinhos pois o frio não deu trégua. Já na segunda ida, o clima estava mais ameno e com bastante sol, então tivemos que tirar nossos casacos durante o percurso e recolocá-los quando estávamos nos aproximando do Glaciar!

Neve Glaciar Martial Fiero

Esteja sempre prevenido pois o clima da Patagônia muda de uma hora para a outra. Ah, as luvas impermeáveis também foram essenciais para as nossas brincadeiras na neve!

Esperamos que você tenha curtido nossa experiência e as nossas dicas tenham ajudado na organização da sua viagem! Caso tenha alguma dúvida sobre este destino passeio, é só nos chamar nos comentários deste post, ok? 

Dois gaúchos (Fábio e Patrícia) que amam viajar! Na aventura atual, eles embarcaram em um motorhome pelas Américas buscando novas experiências culturais e gastronômicas. Decidiram realizar o nosso sonho de viajar de carro por tempo indeterminado em uma jornada cheia de desafios.

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

voltar ao topo