Península Valdés Argentina

Península Valdés: uma reserva de vida marinha na Argentina

A Península Valdés está situada na província de Chubut, já sendo considerada parte da região da Patagônia Argentina. Banhada por diferentes Golfos, essa Península apresenta uma riqueza gigante em sua fauna e flora. Dependendo da época do ano, podemos contemplar diferentes espécies de animais marinhos em seu habitat natural, como baleias, orcas, lobos marinhos e pinguins. Nossa visita aconteceu no final de outubro, um período muito favorável para a observação desses animais.

Há um valor de entrada na península de 850 pesos argentinos por pessoa (aproximadamente 63 reais), sem prazo para a saída do parque. Como são cerca de 400km de estrada de chão batido, o famoso `ripio´, percorridos para conhecer toda a península, recomendamos pernoitar pelo menos uma noite lá e fazer o passeio em 2 dias para não ficar tão cansativo. Existem opções de hotéis, hostels e campings, todos em Puerto Pirámides, a única cidade da península. Vale lembrar que em alta temporada, de dezembro a março, os valores de hospedagem ficam mais elevados. Ah, e se você não estiver de carro também não há problema pois existem diversas empresas especializadas que fazem o passeio na península, o mais legal é que os guias já sabem os melhores horários para visitação em cada canto da península e com a maior chance de visualizar baleias e orcas.

Logo no início do nosso passeio já ficamos encantados com a vista da cidade de Puerto Pirámides, mas mal sabíamos o que estava por vir. Inicialmente fomos conhecer a região de Caleta Valdés, localizada no leste da península e onde há uma colônia de Pinguins de Magalhães. 

Caleta Valdes

É permitido chegar bem próximo dos pinguins, que não parecem nem um pouco incomodados com a presença dos humanos – claro que bom senso é sempre válido, sem invadir o espaço deles e nem falar muito alto. 

Caleta Valdés Pinguins

Se não fosse o bastante, conseguimos ver orcas passando nessa mesma região, e com elas muitos pássaros que se aproveitam dos restos dos alimentos capturados por esses animais. Foi um espetáculo da natureza passando bem ali em frente aos nossos olhos. Confesso que ficamos bem emocionados ao contemplar aquela cena tão única,  as orcas frequentam a península apenas no mês de abril e entre outubro e novembro. 

Um pouco mais ao sul, paramos no mirador de Punta Hércules e nos deparamos com uma vista privilegiada dos elefantes marinhos deitados na praia. Ficamos por um bom tempo observando o comportamento desses animais, que permanecem estáticos a maior parte do tempo e qualquer movimentação já é motivo de euforia da plateia que os assiste. 

Elefante Marinho

Foi a primeira vez que vimos elefantes marinhos e até então nem sabíamos a diferença entre lobos, leões e elefantes marinhos. Descobrimos que os lobos e os leões marinhos são o mesmo animal, mas em razão da grande cabeça com pelos dos lobos machos (a melena), eles também são chamados de leões marinhos. Já os elefantes apresentam uma cor mais acinzentada e não possuem patas e, por isso, quando estão em terra se locomovem com maior dificuldade através de movimentos ondulares. Além disso, os machos apresentam uma pequena tromba que matura quando atingem 8 anos de idade.

Para encerrar o dia, nos direcionamos à Salina Chica, um lago com alta concentração de sal e que ainda possui uma coloração rosada. Estávamos curiosos para conhecer esse lago e as expectativas foram atingidas com sucesso, além da cor rosada da água, todo o entorno do lago possui uma beleza muito diferente e rendeu muitas fotos interessantes. O vento era bastante forte nessa região e conseguimos ficar apenas alguns minutos nesse local, mas já valeu muito a pena. Descobrimos que a coloração da água se dá por conta de um crustáceo que vive naquele lago, o mesmo que serve de alimento para os flamingos. Entendeu o motivo do animal ter aquela cor rosada linda?! Muito interessante, né?

Salina Chica Puerto Valdés

Pernoitamos em um camping em Puerto Pirámides e, no dia seguinte, fomos conhecer Punta Pirámides, um cantinho abençoado pela natureza! A paisagem por si só com um mar de águas verdes e paredões de pedra que parecem pirâmides já é encantadora, mas foi ainda aperfeiçoada por uma grande colônia de leões marinhos e baleias saltando no horizonte daquele mar. Aquela cena parecia de filme e temos certeza que ficará marcada na nossa memória para sempre.

Punta Pirámides

Ah, e não esqueça que estes passeios que mencionamos no post são realizados em uma região fria e em meio à natureza, o que exige muita proteção térmica para que você possa aproveitar todos os momentos desta experiência com muito conforto. Roupas, acessórios e calçados apropriados para as baixas temperaturas e agentes externos, como o vento, são essenciais para esta aventura! 

Península Valdés Fiero

Esperamos que tenha curtido nossa experiência na Península Valdés! Quer mais informações e dicas sobre este destino especial? Entre em contato conosco através dos comentários deste post!

Dois gaúchos (Fábio e Patrícia) que amam viajar! Na aventura atual, eles embarcaram em um motorhome pelas Américas buscando novas experiências culturais e gastronômicas. Decidiram realizar o nosso sonho de viajar de carro por tempo indeterminado em uma jornada cheia de desafios.

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

voltar ao topo