Santiago Seis Dias

Seis dias em Santiago: dicas e sugestão de roteiro

Férias marcadas e lá fomos nós escolher o destino! Praia, sol, calor? Ou frio e neve? Nordeste Brasileiro, Colômbia, Chile ou Peru? Divididos entre estas opções, acabamos optando pelo Chile!  Foram horas de pesquisa sobre o que fazer por lá, em quais restaurantes comer e quais roupas levar!

Chegou o mês de outubro e com 3 malas em mãos, uma delas já reservada para carregar os vinhos que seriam comprados durante a viagem, partimos para o Chile! Antes mesmo de pousarmos em Santiago, já fomos presenteados com a linda vista da Cordilheira dos Andes decorada com o branco da neve!

Já no aeroporto sentimos a diferença de temperatura. Ainda bem que carregávamos a tiracolo nossos casacos térmicos Fiero!

Após aproximadamente 1 hora de viagem chegamos ao nosso hotel, um pequeno prédio localizado no charmoso bairro Providência. Finalizados os procedimentos de check-in, largamos nossas malas no quarto e saímos para comer. O local escolhido por nós foi um bar chamado Sacramento, no próprio Bairro Providência. Mesmo estando no mês de outubro, a temperatura lá estava baixa e se tornou imprescindível sair sempre bem agasalhado!

Alimentados e cansados da maçante viagem (saímos da nossa cidade às 19h para chegar em Santiago por volta das 19h30 do dia seguinte), voltamos para o hotel ansiosos para o nosso primeiro passeio!

Dia 1 – Valle Nevado

Nosso primeiro dia no Chile foi destinado a conhecer o famoso Valle Nevado, um dos destinos preferidos dos turistas! Localizado a 3000 metros de altitude, o Valle Nevado é acessível por uma estrada bastante sinuosa: são 62 curvas extremamente fechadas, o que torna o passeio bastante emocionante!

O caminho é todo lindo e já no início da subida para as montanhas é possível visualizar os picos nevados, ou seja, você aproveita o trajeto e o destino final! Após uns 40 minutos de viagem, paramos e aproveitamos para tomar um café quentinho.

Santiago Valle Nevado

A próxima parada foi em um mirante, onde já conseguíamos contemplar um pouco mais a neve nas montanhas. Após aproximadamente 2 horas chegamos ao destino. A entrada era gratuita, mas as estações de esqui estavam fechadas, pois a temporada de neve já chegava ao fim. Apesar disso, conseguimos curtir a neve na montanha numa subida cansativa, mas recompensadora. 

À medida que chegávamos mais perto do topo, a vista ficava ainda mais incrível! Tiramos várias fotos, escorregamos na neve e depois descemos para fazer um lanche no único restaurante aberto. Tivemos que nos apressar pois o horário combinado para o retorno estava próximo.

O trajeto de volta foi desafiador, já que as curvas fechadas combinadas com estômago cheio ocasionaram um mal estar. O ideal é não comer muito antes de subir ou descer as montanhas e evitar olhar o tempo todo para os lados ou para o celular.

De volta à Santiago, deixamos nossas coisas no hotel e fomos ao Sky Costanera, o edifício mais alto da América Latina. Lá é possível ter uma vista 360° da cidade de Santiago e da Cordilheira dos Andes. Tivemos uma experiência maravilhosa no local, apreciamos o pôr do sol, ouvimos música clássica e tomamos espumante.

Sky Costanera

À noite nossa escolha foi o famoso restaurante “Baco”, onde fizemos uma deliciosa refeição.

Santiago Baco

Dia 2 – City Tour em Santiago

Para nosso 2º dia de viagem, optamos pelo City Tour. Saímos do hotel por volta das 7h e estava muuuuito frio! Nossa primeira parada foi no Bairro Paris/Londres, um dos mais charmosos da cidade. Lá você tem a sensação de ter sido transportado para um pedacinho da Europa, com ruas de paralelepípedo, luminárias de época e prédios com arquitetura antiga. O vento estava cada vez mais gelado, mas havíamos levado conosco nossos casacos térmicos Fiero, que foram nossa salvação!

Santiago Rua

Saindo do Bairro Paris/Londres, fomos para o Cerro Santa Lúcia, um dos pontos turísticos mais famosos de Santiago. Ele está localizado a poucas quadras do centro da cidade, próximo à estação de metrô e tem 70 metros de altura, proporcionando uma visão incrível da cidade e da Cordilheira dos Andes ao fundo. O Cerro Santa Lúcia é considerado um parque, é grande e cheio de história (vale a pena pesquisar mais).

Santiago Cerro

Após visitar o Cerro Santa Lúcia fomos ao Morro San Cristóbal, maior que o Santa Lúcia, com um um santuário no topo, além de uma vista panorâmica da cidade de Santiago. Existe a opção de subir o morro com funicular (uma espécie de bondinho ou trenzinho), mas optamos por subir a pé mesmo. Por isso é aconselhável que você faça este passeio com um calçado confortável.

Santiago Vista

Nosso último passeio do dia aconteceu na famosa vinícola Concha Y Toro, a maior do Chile e que possui um dos vinhos mais famosos do mundo: Casillero Del Diablo!

Este tour é conhecido como “Don Melchor”. Ele começa pela visitação dos jardins do casarão amarelo, antiga propriedade da família de Don Melchor, fundador da vinícola, e passa por um lindo lago, próximo de onde acontece a primeira degustação de vinhos. Antes da segunda degustação, que também acontece na parte externa da vinícola, passamos pelos vinhedos para recebermos algumas informações do guia. 

Santiago Vinícola

Santiago Copos

Finalizando o tour, seguimos para a parte interna para conhecer a bodega e a famosa lenda do Casillero Del Diablo, onde é passado um vídeo contando a história por trás desse rótulo. O passeio é finalizado com mais uma degustação!

Santiago Vinho

Saindo da Concha Y Toro fomos almoçar em um restaurante próximo, onde sentamos com casais brasileiros de outros estados e trocamos muitas experiências!

Santiago Experiências

Para fechar o dia, saímos para comer cachorro-quente com Palta em um restaurante típico chileno, chamado “Puente Chilena”.

Dia 3- Vinícola Casa Silva

Escolhemos o domingo para visitar a Casa Silva por ser um dia de menos movimento nas estradas. Saímos cedinho do hotel e fomos até a locadora de automóveis. Fomos para a estrada com boa música e muita expectativa. Só faltou o chimarrão!  Por volta das 10h45 chegamos ao destino e logo de cara nos surpreendemos pela beleza do local!

A Vina Casa Silva localiza-se no Vale de Colchagua, na região metropolitana de Santiago. Fica aos pés das montanhas e, além de ser reconhecida pelos vinhos de altíssima qualidade, possui belíssimas paisagens!

Nossa visitação iniciou às 11h passando pelos vinhedos, pelas barricas, pelo hotel da Vinícola, pela belíssima coleção de carros do proprietário do local e finalizou em uma degustação. Após a degustação, fomos almoçar no restaurante da vinícola, que era mais distante e, para chegar lá, fomos andando de bicicleta e curtindo a paisagem! (a bicicleta é cedida pela vinícola para proporcionar uma experiência diferenciada ao visitante).

Quanto ao restaurante, este nos proporcionou uma ótima experiência gastronômica e uma vista incrível da Cordilheira dos Andes. Próximo ao restaurante há um campo de Polo onde acontecem importantes competições.

Santiago Competições

Saímos da vinícola extremamente satisfeitos com o que vimos lá. Após chegar em Santiago, devolvemos o carro alugado e fomos para o hotel descansar. À noite sentamos na parte externa de uma pizzaria chamada “Los Insaciables”, no mesmo bairro onde estava localizado nosso hotel.

Dia 4 – Cajón Del Maipo e Embalse El Yeso

O 4º dia da nossa viagem prometia ser o mais emocionante! Saímos do hotel bem agasalhados, pois a temperatura prometia ser baixa no nosso destino final! Cajón Del Maipo é um Canyon localizado no povoado de San José del Maipo, aos pés da Cordilheira dos Andes, e fica a aproximadamente 100 km de Santiago. 

A região, batizada com o mesmo nome do Rio Maipo, é composta por vales, rios e montanhas. Ali viveu o ex ditador Augusto Pinochet e a casa onde morou pertence hoje à Universidad San Sebástian. Neste mesmo local passamos por construções que, na época da Guerra Fria, serviram de abrigo para o exército chileno, e onde atualmente está sendo gravado um Reality Show.

Cajón Del Maipo é verdadeiramente encantador e entre os principais pontos de interesse do local está Embalse El Yeso, um lago de cor verde esmeralda formado pelo represamento do rio Yeso a 3000 metros de altitude.

Esse foi o destino que escolhemos para o terceiro dia de viagem! Vestindo Fiero, com toucas, calças e blusas segunda pele e nosso casaco térmico e impermeável, saímos do hotel por volta das 7 horas da manhã ansiosos pelo passeio que prometia ser inesquecível!

A primeira parada foi para o café da manhã em um restaurante charmoso. Sua rusticidade e sua localização, aos pés de uma montanha, tornam o ambiente extremamente aconchegante! Ali tivemos contato com cãezinhos supersimpáticos, cabras, ovelhas…

Santiago Ovelhas

Café da manhã tomado e seguimos nossa viagem com uma turma muito animada e um guia disposto a tornar nosso dia especial! Passamos pelo povoado ouvindo histórias, músicas típicas e viajando no tempo!

A próxima parada, após algum tempo foi em um “bar” na beira da estrada. Ali, por um momento, nos sentimos no Texas (dá uma espiada na foto que você vai entender!).

Cajón Embalse Texas

Seguindo viagem contemplamos cenários incríveis em meio às montanhas! Os pequenos córregos vistos do alto, a neve nas montanhas e as estradas estreitas por onde passamos proporcionaram um misto de medo e adrenalina, pois a sensação era de que a qualquer momento poderíamos cair morro abaixo.

Depois de algum tempo, chegamos enfim ao destino final! Embalse El Yeso é de encher os olhos! No momento em que você contempla aquele cenário de filme, não há como não sentir gratidão!

O nosso guia e também motorista nos propuseram fazer o restante do trajeto a pé, já que o destino seria um piquenique próximo ao lago! Fomos andando e o vento ficando cada vez mais forte e gelado! Chegamos no lago, onde as temperaturas pareciam negativas e o vento veio com ainda mais força. Mas, para nosso alívio e conforto, estávamos protegidos com nossas roupas e calçados Fiero

Enquanto nosso grupo admirava o local e fazia fotos, nosso guia preparou uma linda mesa com petiscos deliciosos, vinho chileno e suco! Ali mesmo, aos pés da Cordilheira dos Andes, brindamos com nosso grupo, foi lindo e emocionante!

Santiago Turismo

Por volta das 14h30 saímos de Embalse El Yeso rumo à Santiago! Passamos pelo Túnel Ferroviário Del Tinoco, onde reza a lenda local, um rapaz se suicidou por amor. Até hoje as pessoas costumam deixar presentes e fazer seus pedidos no local acreditando que Willy os ajudará.

Saindo do túnel mal assombrado, seguimos para Santiago satisfeitos com as experiências incríveis que Cajón Del Maipo nos proporcionou! Para fechar o dia com chave de ouro, provamos a famosa bebida chilena “Mote com Huesillos”, um suco de pêssego desidratado com milho.

Dia 5 – Viña Del Mar e Valparaíso

No 5º dia da nossa viagem saímos cedo para Valparaíso. No meio do trajeto fizemos uma parada obrigatória em uma casa de vinhos. Ao lado do estabelecimento, há outra loja de vinhos que pertence ao ex-jogador de futebol chileno que marcou história no futebol brasileiro, Elias Figueroa. Em aproximadamente 1h30 chegamos na cidade que é conhecida pelas casas coloridas nos topos de penhascos e pelos funiculares, que transportam as pessoas dos morros até o centro da cidade e vice-versa.

Valparaíso fica na costa chilena e é um dos maiores polos de arte do país. É também o local onde escritor Pablo Neruda morou durante muito tempo, hoje suas antigas casas são pontos turísticos do local. Visitamos uma das casas onde ele viveu e depois fomos ao museu Marítimo, onde conhecemos uma réplica da Cápsula que resgatou os 33 mineiros presos em uma mina no ano de 2010.

Santiago Rua Turismo

Saímos do Museu e descemos para a parte inferior da cidade com um funicular, onde nosso guia turístico e motorista nos aguardavam para nos levar ao próximo destino: Viña del Mar.

Viña del Mar fica muito próxima a Valparaíso! A nossa primeira parada foi no famoso Relógio de Flores, que fica na entrada da cidade. Depois paramos para almoçar em um restaurante de frente para o mar. Seguindo o roteiro, fomos até a praia ver os adoráveis leões marinhos, demos mais algumas voltas pela cidade e o grupo optou por retornar à Santiago, já que as temperaturas estavam muito baixas! Ainda bem que estávamos bem agasalhados!

Retornamos ao hotel e optamos por fazer um lanche ali mesmo, pois tínhamos a missão de organizar várias garrafas de vinho nas malas.

Dia 6- Dia livre e retorno.

No último dia de nossa viagem aproveitamos para tomar café da manhã no Starbucks e depois fomos até o Palácio de La Moneda com o objetivo de assistir a troca de guarda, que acontece a cada dois dias. Porém, não acertamos o horário e acabamos perdendo a cerimônia!

Santiago Palácio

Após fazer algumas fotos no Palacio de La Moneda, fomos até uma feira de artesanatos locais próximo ao Cerro Santa Lúcia para comprar alguns presentinhos. Aproveitamos também para conhecer a rua Agustinas, onde há diversas casas de câmbio e barzinhos muito interessantes. Para o almoço, optamos por comer uma massa Carbonara em um restaurante típico Italiano.

Santiago Restaurante

Já chegava a hora de nos despedirmos de Santiago e o coração começava a ficar apertado. Tivemos momentos maravilhosos nessa cidade que, apesar de ter aproximadamente 6 milhões de habitantes, é exemplo no que se refere à segurança.

As pessoas, as comidas, os peros callejeros (os adoráveis cãezinhos de rua, que são protegidos, respeitados e alimentados por todos), as belezas naturais, a agitação…tudo isso tornou nossa viagem inesquecível!

Somos o blog da Fiero! Aqui reunimos conteúdos de alta qualidade sobre o inverno, viagens, o que usar, dicas especiais e muito mais. Todos os conteúdos são produzidos por especialistas do frio e amantes da estação mais gelada do ano.

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

voltar ao topo