Villa Pehuenia

Villa Pehuenia: Muita Neve e Visual Estonteante na Patagônia Argentina

Villa Pehuenia é uma das cidades mais jovens e mais promissoras de Neuquén. Perfeita para casais e para famílias, com atrações para todas as idades durante o ano todo. Chegar até a Villa Pehuenia às margens do Lago Aluminé e observar os bosques de araucárias que cercam a cidade coberta de neve é uma emoção inigualável.

Villa Pehuenia Bosques

Este templo natural do povo Mapuche é acessível via terrestre a partir dos aeroportos da capital Neuquén (330 Km), ou das vizinhas San Martin de Los Andes (188 Km) e Zapala (170 Km). Para quem está planejando uma road trip, vale citar que Buenos Aires está a pouco mais de 1600 Km deste paraíso, em compensação a fronteira com o Chile fica somente a 15Km de distância.

A estrada por si só já valeria esta viagem. Saímos cedinho de Neuquén e conseguimos apreciar uma gama incrível de cenários. Cruzamos desde paisagens da estepe, secas e rasteiras, até as radicais curvas da Pré Cordilheira dos Andes com neve para todo lado. Antes de chegar ao vilarejo, passamos pelo lindo Río Aluminé. Estas águas são perfeitas para a prática de rafting, caiaque e bote e, durante a primavera, muitos campeonatos nacionais e etapas de mundiais são realizados no local.

São quase 6 horas de estrada para percorrer os cerca de 330 KM que separam a capital de Neuquén e a Villa Pehuenia, mas em nenhum instante existe monotonia, bem pelo contrário, por diversas vezes nossa imaginação é estimulada com cenas inusitadas que nos fazem devanear sobre a vida e costumes do povo desta região. Villa Pehuenia é jovem, foi fundada no ano de 1989. A intenção do estado provincial de Neuquén foi popular, planejar e controlar estas terras.

Em pouco tempo a beleza do lugar chamou a atenção de quem procurava natureza e tranquilidade para passar as férias e a estrutura hoteleira e gastronômica se desenvolveu rapidamente. A aldeia parece ser um lugar secreto entre colinas e lagos. Durante o inverno as praias de areia branca se escondem embaixo da neve e a floresta da Patagônia vira a estrela principal.

Villa Pehuenia Praia

Estando por aqui não perca a oportunidade de contemplar o Mirador del Ciprés, Piedra Negra, El Mirador del Morro e La Garganta del Puma, são os melhores lugares para se ter uma panorâmica inesquecível de Villa Pehuenia. Você vai chegar no topo, sentir a brisa no rosto e possivelmente a emoção tomará conta de seu corpo. O azul penetrante do lago Aluminé aos seus pés, montanhas e vulcões ao redor e casas, cabanas e pousadas escondidas nas florestas de pinheiros e araucárias. Do outro lado o verde Lago Moquehue e, ao redor de tudo, a imponente Cordilheira dos Andes.

Villa Pehuenia Casas

Estes cartões postais da natureza são gravados na retina e armazenados para sempre na memória, a paisagem se move e excita, são formas delineadas entre penínsulas e baías. O povo indígena Mapuche sempre foi muito zeloso com a natureza e protegeu estas terras o quanto puderam dos conquistadores espanhóis. Hoje podemos ver que valeu a pena todo o esforço, a Villa Pehuenia se tornou um segredo aberto com riquezas na terra, na água e no ar. Destino ideal para aqueles que gostam de aproveitar suas férias durante as 4 estações do ano.

De qualquer canto da vila pitoresca, seja do alto dos mirantes, das ruas, de uma de suas muitas praias… De qualquer lugar as vistas são perfeitas. E não é apenas a paisagem que encanta, mas também o seu estilo “aldeia de montanha”, suas casas de madeira e pedra, ruas de paralelepípedos e seus amplos espaços abertos. Embora tenha crescido consideravelmente nos últimos anos os habitantes em 2017 não passam de 3.000, o que faz com que a cidade mantenha uma escala humana que não sobrecarrega o trânsito, não gera muito barulho e nem permite a construção de grandes edifícios que possam ofuscar o mais importante: A natureza.

Construções Villa Pehuenia

Este ambiente natural e paradisíaco consegue combinar a tranquilidade iminente com serviços de alta qualidade, hospitalidade e gastronomia requintada. A principal atividade econômica ainda é a pecuária de ovinos e bovinos, seguido pela exploração controlada da madeireira. O turismo é a terceira atividade mais importante da cidade e está tomando força rapidamente. 

A Villa Pehuenia também ostenta o título de contar com o centro de esqui menos conhecido da Argentina, o Cerro Batea Mahuida. Como você já sabe, parques de neve com boa estrutura e poucos turistas são um prato cheio para diversão!

O Cerro Batea Mahuida tem uma riqueza cultural e natural imensurável. É de propriedade da comunidade Puel, o que o torna o único na Argentina administrado por uma comunidade Mapuche. Ter o domínio de um centro de esqui é um reconhecimento mais do que justo para os donos originários destas terras. Não chegamos a visitar Batea Mahuida porque uma nevasca havia bloqueado as estradas.

Durante o inverno nesta região é possível praticar esqui alpino, nórdico, snowboard, passeios de motos de neve e caminhada com raquetes. Nas estações mais amenas os principais atrativos são pesca, trekking, passeios a cavalo, passeios lacustres (roteiros de lagos), rafting, mountain bike e corridas de aventura. Facundo Faccio conduziu com perfeição seu Land Rover 4×4 pelas subidas íngremes e pelos momentos tensos causados pela grande quantidade de neve no caminho.

Turismo Villa Pehuenia

Chegamos no topo de Moquehue após rodarmos por cerca de 40 minutos e fomos surpreendidos por uma estrutura que parecia ter saído de um filme de esquimós: Um domo geodésico, um moderno iglu construído com metal e tela de PVC de alta resistência. Facundo, que nasceu em Zapala e tem a Impodi com sua esposa Ena, aproveita o momento de calor e proteção no domo para passar as informações de como será nossa “Caminata con Raquetas”. São servidos licor de pinhão (a semente da araucária), licor de chocolate e Whisky para amenizar o frio.

Villa Pehuenia Alimentação

A técnica para caminhar com raquetes de neve é muito simples, este passeio pode ser feito por qualquer pessoa com mais de 5 anos. Todo material necessário é fornecido pela agência e o acompanhamento do guia é permanente. Associamos o sucesso deste tipo de caminhada à toda magia que circula por esta floresta. As araucárias milenares são plantas sagradas para os Mapuches, e na língua original chama-se Pehuén. O porte gigantesco das árvores protegia as tribos dos fortes ventos da região.

Caminhada Raquete Pehuenia

Durante os séculos o pinhão foi o responsável por alimentar todo o povo, sem essa semente dificilmente os indígenas sobreviveriam a esta região. Daí surgiu o nome da cidade: Villa Pehuenia. Aproveitamos a nevasca e a energia que ainda sobrava depois da caminhada para conhecermos a montanha de uma forma mais radical, com snowmobiles. O passeio é super divertido e cheio de adrenalina, arriscamos até dirigir as motos de neve. O tour durou cerca de 3 horas no total.

Snowmobile Pehuenia

Na volta tivemos que encarar as estradas com mais de 1 metro de neve acumulada, só conseguimos descer a montanha graças a grande habilidade de Facundo ao volante.

Conhecer Villa Pehuenia foi um sonho realizado. Esta cidade concentra a beleza da natureza e a simplicidade de pessoas que fazem de tudo para que possamos ter uma estadia inesquecível. Inclua em seu roteiro o quanto antes e aproveite a magia deste povoado enquanto ele ainda é pequeno!

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão.

14 comentários de “Villa Pehuenia: Muita Neve e Visual Estonteante na Patagônia Argentina”

  1. Que texto lindo, conseguiu transmitir toda a emoção que sentiu e que só a Natureza consegue proporcionar. As fotos estão igualmente emocionantes, felizmente esse povo soube preservar as árvores e a paisagem. Esperemos que a estratégia urbanística de não permitir edifícios altos persista.

    Grata por esta partilha

    P.S. adorei saber a origem do nome (engraçado como um pequeno fruto seco pode ser tão importante)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

voltar ao topo